Sociedade | 03-06-2024 18:00

Comissão de utentes de Benavente acusa ULS Estuário do Tejo de iludir utentes

Medida criada pela administração de Carlos Andrade Costa de atender os utentes por videochamada não caiu bem em algumas franjas da comunidade e a comissão de utentes de Benavente já veio criticar a medida.

A Unidade Local de Saúde Estuário do Tejo (ULS), liderada por Carlos Andrade Costa, decidiu implementar um sistema de video-consultas para minorar os impactos da falta de médicos de família mas a medida não caiu bem em todos os utentes. Na última semana a Comissão de Utentes do Concelho de Benavente fez ouvir a sua voz emitindo um comunicado crítico onde acusou a ULS de querer iludir os utentes com a medida em vez de resolver os problemas do serviço de vez.
“Na falta de resposta atempada aos muitos pedidos de consulta no Centro de Saúde de Benavente, está agora a ULS a oferecer como alternativa aos inscritos há mais de um mês uma video-consulta com consulta prévia de enfermagem. Esta não é a resposta que os cerca de 11.000 utentes sem médico de família do concelho de Benavente precisam”, critica a comissão de utentes.
Para aquela plataforma a resposta para o problema é há muito conhecida pelos governos e administrações nomeadas para estas estruturas, “mas teimam em iludir com novas mudanças para tudo ficar na mesma. Resolvam o problema, não o iludam por videoconferência”, critica a comissão de utentes, para quem o problema se resolve com a valorização e resolução dos problemas de carreira e remuneração dos profissionais de saúde. “Este problema (da falta de médicos) por vezes também se alastra para as urgências (SAP) do Centro de Saúde, como na tarde de 25 de Maio, sem médico de serviço, deixando alguns doentes por atender localmente obrigando os que tinham transporte a deslocarem-se às urgências do hospital, congestionando-as ainda mais”, critica a comissão.
O conselho de administração de Carlos Andrade Costa já reagiu ao comunicado da comissão de utentes considerando-o estranho. Diz a ULS que após a apresentação desta modalidade, em reunião com a comissão de utentes a 24 de Abril, “a própria comissão pediu que se implementasse este sistema, também, em Benavente”, explica. A modalidade de video-consulta, projecto que está implementado em Vila Franca de Xira, Alenquer e Benavente, “tem colhido índices de satisfação muito positivos, sobretudo ao dar resposta a utentes sem médico de família que, sem esta alternativa, não teriam acesso a cuidados de saúde atempados”, garante a ULS, criticando a comissão de utentes “por se manifestar contra uma resposta que facilita o acesso a cuidados de saúde” para utentes sem médico de família. A entidade responsável pela gestão dos centros de saúde e hospital diz mesmo que não só o serviço é para manter como em breve chegará também ao vizinho concelho de Azambuja.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo