Sociedade | 08-06-2024 15:00

Utentes exigem construção de nova ponte em Santana e obras na ponte Rainha D. Amélia

Utentes exigem construção de nova ponte em Santana e obras na ponte Rainha D. Amélia
Movimento de utentes protestou junto à ponte para exigir a construção de uma nova travessia

Utentes manifestaram-se em Porto de Muge, no Cartaxo, para reivindicar a construção da nova ponte de Santana, com eliminação da passagem de nível e requalificação da ponte Rainha D. Amélia.

Activistas do Movimento de Utentes dos Serviços Públicos (MUSP) estiveram em protesto em Porto de Muge, no acesso à ponte Rainha D. Amélia, no Cartaxo, para exigir a construção da nova ponte de Santana, com eliminação da passagem de nível e requalificação da ponte Rainha D. Amélia, travessia sobre o rio Tejo que liga os concelhos de Cartaxo e Salvaterra de Magos.
A acção decorreu ao final da tarde de 27 de Maio com o movimento a relembrar que há mais de 15 anos que se fala na necessidade de eliminar a passagem de nível da Linha do Norte, junto ao apeadeiro de Santana/Cartaxo. “Muitos têm sido os projectos, os discursos e as promessas, mas na realidade nada foi feito até agora, a não ser a abertura de concursos que ficam desertos e que representam, na prática, adiamentos sobre adiamentos de uma obra que é indispensável para as populações do concelho do Cartaxo e dos concelhos vizinhos”, refere o MUSP.
A ponte Rainha D. Amélia sofreu obras de reforço dos pilares, da responsabilidade da Infraestruturas de Portugal, mas o MUSP diz que os problemas no tabuleiro da ponte subsistem. “Há muito que se impõe a reparação dos corrimões laterais, danificados com a passagem de máquinas agrícolas e outros veículos de maior dimensão e a concretização de um estudo e projecto, para que por aquela ponte possam passar viaturas com tonelagem superior a 3500 quilos”, sublinham.
As populações que usam a Estrada Nacional 3.3, entre Valada e Cartaxo, bem como as que atravessam o rio Tejo, entre Muge e Porto de Muge, não podem continuar a ser sacrificadas com deslocações de mais quilómetros. O MUSP avança que irá dar continuidade às acções de protesto e lançar um abaixo-assinado a exigir a resolução dos problemas no Cartaxo.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo