Sociedade | 10-06-2024 18:00

Promover a saúde mental é um dos grandes desafios das instituições da região

Promover a saúde mental é um dos grandes desafios das instituições da região
Semana da Saúde Mental em Ourém recebeu vários especialistas da área para sensibilizar para as boas práticas

Semana da Saúde Mental de Ourém acolheu muitos profissionais da área e representantes da comunidade para assistir a um conjunto de comunicações que pretenderam sensibilizar para aquele que é um dos maiores desafios actualmente: promover boas práticas de saúde mental.

Com a premissa de discutir e construir soluções para as problemáticas identificadas, abordando temas actuais e sensibilizando a comunidade para a sua importância, a Semana da Saúde Mental de Ourém recebeu muitos especialistas da área. O presidente do conselho de administração da ULS Médio Tejo, Casimiro Ramos, identificou a saúde mental como uma área prioritária não só a nível nacional, mas também internacional, e deu como exemplo a constituição da Equipa de Saúde Mental do Médio Tejo, que com três anos de existência tem tido um impacto relevante junto da comunidade. Alertou para o aumento exponencial de consultas que se tem verificado e para as limitações de intervenção inerentes a uma equipa com recursos limitados, mas assegurou a continuidade deste serviço no território.
O presidente do conselho de administração da ULS da Região de Leiria, Licínio Carvalho, realçou a recente constituição de uma equipa comunitária de saúde mental para a infância e para a adolescência, enquanto contributo para um trabalho mais direccionado e capaz de responder às necessidades de todas as faixas etárias. Licínio Carvalho acredita que se está a contribuir para o cumprimento da reforma dos serviços de saúde, onde a intervenção comunitária e descentralizada é decisiva para uma resposta eficaz às populações.
Luís Albuquerque, presidente da Câmara de Ourém, referiu ainda as recentes competências assumidas pelo município na área da Saúde e da Acção Social, que trouxeram benefícios para todos e que tem resultado na melhoria da prestação de cuidados de saúde e na definição de respostas sociais mais ágeis e eficazes. Luís Miguel Albuquerque encerrou a sua intervenção com uma nota relativamente à falta de médicos no concelho, situação que tem sido combatida com várias medidas, como é exemplo o projecto Bata Branca, assegurando que no dia de hoje todas as extensões de saúde do concelho de Ourém têm médico, apesar de não ser em permanência.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo