Sociedade | 11-06-2024 15:00

Tema da habitação gerou polémica na reunião de câmara de Tomar

Troca de acusações entre autarcas do PS e PSD por causa de um regulamento para habitação acabou com várias acusações em sessão camarária.

A vice-presidente da Câmara Municipal de Tomar, Filipa Fernandes, demonstrou desagrado e perplexidade perante as acusações dos autarcas do PSD, que dizem que a maioria socialista não quis debater uma proposta de regulamento para a habitação. A proposta terá sido apresentada pelo PSD na reunião de câmara de 15 de Abril, não tendo sido colocada a votação ou discussão. Os vereadores do PSD acusam os socialistas de ter ignorado a proposta.
Filipa Fernandes defendeu-se referindo que a maioria já tinha apresentado uma proposta igual que foi aprovada por unanimidade. A vice-presidente acusou a oposição de mentir ao referirem que o PS não quer debater sobre habitação: “o que os senhores andam a dizer é falso, é mentira, os senhores têm responsabilidades políticas e por isso têm que pensar muito bem naquilo que tornam público”, sublinhou.
Tiago Carrão, vereador do PSD, disse não entender a razão para a proposta apresentada pelo seu partido não ter sido debatida em sessão camarária. Filipa Fernandes respondeu que houve dúvidas se a proposta podia ser votada. A proposta que o presidente da Câmara Municipal de Tomar, Hugo Cristóvão, na altura vereador, tinha apresentado era uma proposta para abertura do procedimento para Elaboração do Regulamento de Acesso à Habitação de Tomar: “o que os senhores apresentaram foi exatamente a mesma coisa”, concluiu Filipa Fernandes.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo