Sociedade | 14-06-2024 10:00

Praça de Touros de Santarém não está à venda nem vai ser descaracterizada

Praça de Touros de Santarém não está à venda nem vai ser descaracterizada
A Santa Casa da Misericórdia de Santarém assinalou os 60 anos da Praça de Touros Celestino Graça, de que é proprietária

O Provedor da Misericórdia de Santarém admite a reconversão da emblemática praça de touros de que a Santa Casa é proprietária, mas sem a descaracterizar.

A Câmara de Santarém chegou a pensar na aquisição do imóvel, face aos sucessivos pedidos de apoio da instituição para a realização de obras. A Santa Casa não vende mas admite um modelo de cedência balizado no tempo.

A Misericórdia de Santarém não permitirá a descaracterização da Praça de Touros Celestino Graça nem está interessada em vender o imóvel, localizado no Campo Infante da Câmara, apesar das dificuldades financeiras que a instituição atravessa, tendo rejeitado já este ano uma proposta. Isso mesmo foi dito pelo Provedor da Santa Casa, José Miguel Noras, durante uma breve sessão que assinalou os 60 anos do recinto explorado actualmente pela associação Sector 9. No final, O MIRANTE quis saber que entidade tinha proposto a aquisição da praça, tendo o dirigente revelado, perante a nossa insistência, que se tratava da Câmara de Santarém.
Contactado por O MIRANTE, o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), deixou claro que não foi apresentada qualquer proposta formal de aquisição da praça de touros nem se falou em números. Mas admitiu que na sequência de vários pedidos de apoio para realização de benfeitorias na praça, terá dito à mesa da Santa Casa que talvez fosse de ponderar a aquisição do imóvel pelo município.
A cerimónia na manhã de 7 de Junho na Praça de Touros Celestino Graça serviu ainda para assinalar as obras de conservação e pintura efectuadas no espaço, que recentemente acolheu duas corridas de touros durante a Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo. Nessa sessão, José Miguel Noras, que tomou posse este ano como Provedor, descartou também qualquer hipótese de demolição do imóvel, que considerou um exemplar único da arquitectura modernista na Península Ibérica.
O Provedor admitiu que a praça pode ser reconvertida, pode ter novas funcionalidades, pode mudar, “mas sem destruir aquilo que foi construído há 60 anos”. A possibilidade de a Monumental Celestino Graça ser convertida num espaço multiusos tem sido aflorada, no contexto da requalificação prevista para o Campo Infante da Câmara, existindo também um projecto do arquitecto Carlos Guedes de Amorim que prevê a criação de galerias comerciais entre outras valências.
Recorde-se que, em Julho de 2022, o executivo da Câmara de Santarém votou favoravelmente um pedido de informação prévia apresentado pela Misericórdia de Santarém que previa a requalificação e ampliação da Praça de Touros Celestino Graça. O projecto do arquitecto Carlos Guedes de Amorim prevê a construção de mais um anel no recinto, composto por dois pisos, para instalação de comércio e serviços. A viabilização do pedido de informação prévia indica que o processo pode continuar a tramitar nos serviços de urbanismo do município com vista à sua concretização.
Sobre esse projecto, José Miguel Noras diz que é compaginável com as pretensões da mesa: “Ou seja, transforma sem destruir, melhora sem deteriorar o que quer que seja”. E admite também uma parceria com a Câmara de Santarém quanto a uma eventual intervenção no imóvel. “Para produzirem as benfeitorias que pretendem, se houver um contrato que o permita, com cedências durante algum tempo”, poderá haver acordo, acrescentou a O MIRANTE. Isto “desde que a titularidade plena não se perca, porque nós não podemos alienar aquilo que é um monumento nacional já em termos informais”, acrescentou, expressando a convicção de que a praça de touros poderá vir a ser classificada como monumento nacional.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo