Sociedade | 16-06-2024 11:53

Junta de Alverca troca bandeira do Sobralinho por bandeira arco-íris

Junta de Alverca troca bandeira do Sobralinho por bandeira arco-íris
* Foto UFAS

Situação gerou queixas na assembleia de freguesia com o eleito do CDS a considerar que a solução escolhida pela junta para celebrar o dia internacional contra a homofobia não foi a melhor.

A União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho quis associar-se ao dia internacional contra a homofobia, bifobia, transfobia e interfobia e retirou durante um dia a bandeira do Sobralinho do mastro da junta para colocar uma bandeira arco-íris do movimento LGBTI.
Uma situação que gerou alguma polémica nas redes sociais e que chegou também à última assembleia de freguesia, realizada na noite de 14 de Junho na Escola Secundária Gago Coutinho, com o eleito do CDS a condenar a forma escolhida pela junta para assinalar o dia, no passado dia 17 de Maio.
“Não temos nada a dizer quanto ao facto da junta escolher ou não assinalar esse dia. Mas tendo em conta que apenas existem quatro mastros estarem a retirar a bandeira do Sobralinho, sendo o Sobralinho parte integrante desta união de freguesias, não devia ter acontecido. Se não há espaço não se colocava a bandeira. Não se retira uma para colocar outra, fosse ela qual fosse”, criticou Rui Valadas, dando voz a quem também não concordou com a situação.
O presidente da junta, Cláudio Lotra, considerou que se trata de uma “perspectiva” sobre o assunto e lembrou que a bandeira com o símbolo heráldico do Sobralinho foi removida apenas um dia mas não lamentou ter tomado a decisão de retirar a bandeira do Sobralinho. “Içámos a bandeira (arco-íris) da mesma forma que no ano passado. Na sede da junta existem quatro mastros. Não podíamos retirar os símbolos nacionais nem o da cidade de Alverca. Optámos por remover temporariamente a bandeira do Sobralinho”, explicou o autarca, lembrando que se a bandeira tivesse sido içada no Sobralinho teria sido a bandeira de Alverca a ser removida. Rui Valadas reagiu, condenando um “duplicar do erro”. O Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia, Transfobia e Interfobia assinala o dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista de diagnósticos médicos.
Além de hastear a bandeira LGBTI ao invés da do Sobralinho a junta de freguesia saudou também nas redes sociais o trabalho da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, “na promoção da igualdade entre as pessoas independentemente da sua orientação sexual ou identidade de género”. Na mesma publicação a junta de freguesia escreveu contar com todos “para este objectivo de defender os direitos humanos de todas as pessoas, incluindo as LGBTI+, combatendo todas as formas de discriminação”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo