Sociedade | 25-06-2024 15:00

Centro de recuperação de feridos da guerra em Ourém é exemplo para a Europa

Centro de recuperação de feridos da guerra em Ourém é exemplo para a Europa
TEXTO COMPLETO DA EDIÇÃO SEMANAL
O MIRANTE esteve no centro de reabilitação para feridos de guerra na Aldeia Nova em Dezembro de 2023

Novo centro para feridos de guerra, da Associação Ukrainian Refugees UAPT, localizado na Aldeia Nova, em Ourém, já começou a funcionar para o primeiro grupo de 15 militares amputados. Projecto, que vai trazer nova vida à aldeia, é um exemplo para a Europa.

O novo centro de recuperação de feridos da guerra da Ucrânia, localizado em Ourém, é um exemplo para a Europa, sendo necessários muitos mais para tratar 70 mil amputados ucranianos, disse a associação portuguesa responsável pelo projecto. “É um projecto tão importante para a Ucrânia, que eles querem que sirva de exemplo para outros países e outras organizações não-governamentais acreditarem que é possível criar cinco, seis, dez centros destes na Europa. Dez centros como este podem atender quase mil feridos por ano”, disse à Lusa Ângelo Neto, da associação Ukrainian Refugees UAPT.
Em declarações a partir de Kiev, capital da Ucrânia, onde estava a acompanhar o primeiro grupo de 15 militares feridos, que chegou na sexta-feira, 14 de Junho, a Portugal, Ângelo Neto citou um responsável clínico de uma clínica de reabilitação local, que estimou que a guerra que se seguiu à invasão russa de Fevereiro de 2022 tenha provocado, até hoje, mais de 70 mil militares ucranianos amputados, a precisar de reabilitação clínica.
Com um total de sete hectares e 4000 metros quadrados de área edificada, o centro de recuperação localizado em Aldeia Nova, no município de Ourém, tem cerca de 50 quartos, resultantes da reabilitação do edifício principal, um antigo seminário, que estava degradado e abandonado – refeitório, cozinha, áreas de fisioterapia e de tratamentos diversos, bem como serviços complementares de atendimento psicológico e acolhimento de estadia. Segundo Ângelo Neto está também concluído o ginásio e uma área de lazer em redor do edifício, com vinha, jardim e hortas.
Por concluir estão a projectada piscina e, numa zona florestal anexa, 26 bungalows para famílias de refugiados ucranianos em Portugal, cuja edificação deverá começar durante o próximo Verão, disse. A equipa técnica da associação Ukrainian Refugees UAPT que irá receber os primeiros 15 militares ucranianos feridos (que chegam acompanhados por quatro fisioterapeutas do exército da Ucrânia), todos amputados, é constituída por dois fisioterapeutas, um fisiatra, dois psicólogos bilingues e dois cozinheiros, adiantou. “Os feridos que estiveram na frente de batalha estão muito abalados psicologicamente e não gostam de estar no hospital. Mas, face às ameaças constantes de bombardeamentos, só podem ser tratados nos hospitais e não conseguem [na Ucrânia] fazer um percurso tranquilo de estímulo dos seus membros na natureza, como vão poder fazer em Portugal”, notou Ângelo Neto.
Depois de terminada a reabilitação deste primeiro grupo – cuja duração será estipulada pelos médicos que os acompanham – e do seu regresso à Ucrânia, o dirigente da associação Ukrainian Refugees UAPT frisou que está prevista a chegada a Portugal de um segundo grupo, “já maior, com mais casos difíceis, e que vai precisar de alguma reconstrução plástica ou cirúrgica”, declarou. A reconversão do antigo seminário teve um custo estimado de 1,5 milhões de euros, contando com parcerias de diversas empresas nacionais, contributos de voluntários e da sociedade civil, assim como de uma organização cristã estrangeira.

Voluntários têm sido importantes para o projecto

O MIRANTE esteve no centro de reabilitação para feridos de guerra na Aldeia Nova em Dezembro de 2023. Na altura, Ângelo Neto confessou-se surpreendido com os voluntários que vão aparecendo e que ajudam a pintar paredes ou a envernizar as portas e os que mostraram a sua generosidade em pequenos gestos como levar café, fruta ou bolos para os trabalhadores da empresa que venceu o concurso da empreitada.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo