Sociedade | 27-06-2024 15:00

Tribunal de Contas pede esclarecimentos à Câmara de Benavente sobre compra de imóveis

O município de Benavente pretende adquirir o edifício da antiga cooperativa Pluricoop, em Samora Correia, e um terreno para construção da nova Escola Secundária de Samora Correia.

Os pontos relativos à aquisição do edifício da antiga cooperativa Pluricoop, em Samora Correia, e do terreno para a construção da nova Escola Secundária de Samora Correia foram retirados da ordem de trabalhos da última reunião do executivo da Câmara de Benavente. A aprovação das novas minutas dos contratos de compra e venda, em cumprimento do determinado pelo Tribunal de Contas (TC), foi levada a reunião de câmara para deliberação e posterior aprovação em reunião de assembleia municipal, mas o executivo decidiu retirar ambos os assuntos para os submeter a próxima sessão.
Um pedido de esclarecimentos do Tribunal de Contas levou ao adiamento destes processos, principalmente o que está relacionado com o terreno em zona urbana, situado entre a Avenida Egas Moniz e a Rua dos Operários Agrícolas, em Samora Correia, onde se prevê a construção da nova escola secundária e outros equipamentos. O presidente da Câmara de Benavente, Carlos Coutinho (CDU), garantiu que o visto do Tribunal de Contas para o financiamento “está garantido”, mas falta agora responder “a uma série de questões que nos foram agora colocadas”.
Segundo o autarca, o Tribunal de Contas questionou o município sobre alguns pormenores, entre eles uma relativa às áreas do terreno de 33 mil metros quadrados. “Vamos rever e responder para depois levarmos o assunto à assembleia municipal”, concluiu Carlos Coutinho.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo