Sociedade | 01-07-2024 07:00

Castelo de Almourol ainda é um ilustre desconhecido para muita gente

Castelo de Almourol ainda é um ilustre desconhecido para muita gente
TEXTO COMPLETO DA EDIÇÃO SEMANAL
Família de Ourém elogiou o estado de conservação do monumento

Um monumento emblemático como o Castelo de Almourol merecia mais promoção e melhor sinalização, para atrair mais turistas. A opinião é de pessoas que participaram em visitas guiadas realizadas à fortificação templária localizada no meio do rio Tejo, nas proximidades de Tancos e Arripiado.

Nelson Teixeira e Anabela Queirós são de Viseu e visitaram pela primeira vez o Castelo de Almourol numa das visitas guiadas promovidas este mês pelo município de Vila Nova da Barquinha. “Não percebemos como um castelo tão bem conservado e diferente, como este, não é mais conhecido e divulgado. Se não fosse pela Internet, não sabíamos da existência do castelo. Parámos aqui apenas para o visitar e isso deve ser importante para a região. A autarquia e a população local deviam aproveitar mais o monumento que aqui têm”, afirma Nelson Teixeira, acrescentando que a região já tem sorte de ter a passagem do rio Tejo para promover o turismo e devia aproveitar para dinamizar ainda mais com a promoção do castelo. O casal aponta ainda a falta de placas de indicação para o castelo ao longo das estradas nacionais, encontrando-se as primeiras a poucos quilómetros.
Alzira Santos e João Santos, residem no concelho de Ourém e voltaram à fortificação edificada pelos templários numa ilhota em pleno Tejo 15 anos depois. Acompanhados pelo filho Paulo Homem e pela neta Laureana Homem, afirmam que o monumento nacional está muito diferente, para melhor. Paulo Homem acredita que para atrair mais turistas ao castelo, é fundamental haver mais ofertas de restauração e hotelaria perto do monumento, sendo as opções mais próximas em Tancos e Vila Nova da Barquinha. “A população local tem feito o seu papel e conservado bem o espaço. As autarquias têm tentado com poucos recursos fazer os possíveis. Acredito que é um problema nacional em que as entidades não olham para os monumentos como investimento de património nacional”, lamenta.
O estado de conservação do castelo, que é zelado pelo Exército, foi um dos pontos mais elogiados. Daniela Xavier é brasileira e vive há seis anos em Lisboa. Aproveitou a visita guiada para conhecer o castelo com as amigas Marine Esposeiro e Luana Pires, também brasileiras, e Rita Pires, natural de Lisboa. O grupo visitou o castelo por indicação de um amigo português. A travessia de barco foi a grande sensação, de forma unânime, para os visitantes com quem O MIRANTE falou. Anabela Queirós considerou a experiência memorável e Marine Esposeiro acrescentou que ver toda a panorâmica do castelo é o que torna a experiência diferente.

Nelson Teixeira e Anabela Queirós dizem que o município devia promover mais o monumento

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo