Sociedade | 03-07-2024 10:00

Equipa da ULS Médio Tejo resolve problema urológico com cirurgia inovadora

Equipa da ULS Médio Tejo resolve problema urológico com cirurgia inovadora
Dispositivo está revestido de um agende de quimioterapia muito inovador, o paclitaxel. FOTO – ULS Médio Tejo

Equipa da Unidade Local de Saúde Médio Tejo aplicou um tratamento muito recente no nosso país e no mundo a um paciente de 60 anos com graves problemas urológicos. Intervenção consiste num balão endoscópico que é introduzido na uretra para a desobstruir.

Uma equipa médica da Unidade Local de Saúde (ULS) do Médio Tejo realizou pela primeira vez, no Hospital de Tomar, uma intervenção cirúrgica inovadora num utente que, apesar de ter vencido um cancro na bexiga, continuava a sofrer de um problema urológico que afectava a sua qualidade de vida. Segundo a ULS Médio Tejo, o tratamento, muito recente no nosso país e no mundo, consiste num balão endoscópico que é introduzido na uretra.
“Após ser insuflado no estreitamento que provocava a patologia, esta abordagem oferece alívio imediato. A diferença entre os balões tradicionais, que também já se utilizam nesta patologia, é que este dispositivo está revestido de um agente de quimioterapia muito inovador – o paclitaxel – , que se vai difundir e aplicar um tratamento localizado na mucosa afectada pelo bloqueio da uretra. Após alguns minutos, o balão com o agente de quimioterapia é desinsuflado e removido”, explica a ULS Médio Tejo em comunicado.
Segundo a mesma fonte, a cirurgia foi realizada a um utente da ULS Médio Tejo, Carlos Freire, que três anos antes tinha sido operado e vencido um cancro na bexiga. Foi na sequência dos tratamentos oncológicos que o paciente desenvolveu uma estenose da uretra. Trata-se de uma doença que afecta maioritariamente o sexo masculino e que causa o estreitamento da uretra, levando a uma diminuição do fluxo de urina a partir da bexiga para o exterior. Em casos mais graves, como o deste paciente, há retenção integral da urina na bexiga.
“Sem desistir de devolver saúde e qualidade de vida ao utente, a equipa do serviço de Urologia da ULS Médio Tejo, liderada por João Carlos Dias, encontrou alternativa eficaz, numa abordagem pioneira no Serviço Nacional de Saúde”, divulga a ULS, acrescentando que os sintomas da doença foram mitigados e a qualidade de vida do paciente melhorou de imediato. “Esta técnica está associada a uma alta taxa de sucesso. Estudos a nível internacional apontam para doentes que a realizaram com sucesso, sem necessidade de reoperação ao fim de um e três anos”, explica João Carlos Dias, director do Serviço de Urologia da ULS Médio Tejo. O Serviço de Urologia da ULS Médio Tejo vai continuar a realizar esta intervenção em utentes que dela necessitem.
Casimiro Ramos, presidente do conselho de administração da ULS Médio Tejo, realça o pioneirismo do procedimento e sublinha que a aposta em tecnologia e inovação, nas várias áreas da prestação de cuidados, é uma estratégia consolidada do posicionamento da ULS Médio Tejo no mapa da saúde nacional e regional: “Acredito que as novas gerações de médicos e outros profissionais de saúde procura um ambiente de trabalho mais gratificante e significativo. Na ULS Médio Tejo podemos oferecer essa experiência, para além de oportunidades de crescimento profissional e desenvolvimento”, declara.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo