Sociedade | 04-07-2024 15:00

Caminhos milenares vedados em Torres Novas revoltam população

Caminhos milenares vedados em Torres Novas revoltam população
As duas estradas sempre foram usadas pela população para chegar à cidade, situada a cerca de três quilómetros de distância

Populações de Casais Sebes, Gateiras e Valhelhas não se conformam com a proibição de aceder a duas estradas que, desde há vários séculos, são usadas para chegar a Torres Novas. Presidente da câmara promete intervir.

“Quantos mais formos melhor”, afirma Helena Ribeiro a O MIRANTE, enquanto chegam, a conta-gotas, alguns dos residentes das aldeias de Casais Sebes, Gateiras e Valhelhas. O local combinado foi o início da estrada romana, uma das duas vias de acesso a Torres Novas que, há duas semanas, foi cortada pelos novos proprietários da Quinta do Marquês, também chamada de Quinta da Torre de Santo António. Para além desta, chamada assim por aí ter existido uma ponte dos tempos do Império Romano, existe uma outra que passa mesmo pelo meio da quinta e cuja passagem também foi vedada. “As duas estradas sempre foram públicas e não aceitamos que deixem de ser”, afirma, sem hesitar, uma das residentes locais que se juntou ao grupo de protesto.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo