Sociedade | 04-07-2024 21:00

O desafio de fazer crescer uma região em declínio e com falta de mão-de-obra

O desafio de fazer crescer uma região em declínio e com falta de mão-de-obra
Paulo Madruga diz que esta região enfrenta a dificuldade de não conseguir atrair população nem convergir com a média nacional no que toca aos indicadores económicos

Distrito não consegue atrair população nem convergir com a média nacional nos indicadores económicos. É urgente envolver as forças vivas e traçar estratégia para dar a volta. Conclusões extraídas de uma recente conferência da SEDES.

As comunidades intermunicipais (CIM) da Lezíria do Tejo e do Médio Tejo deparam-se com um grave problema de declínio e envelhecimento da população e têm escassez de mão-de-obra qualificada e indiferenciada, o que impacta negativamente a actividade económica. Não surpreende por isso que estejam no vermelho por serem as sub-regiões que piores indicadores económicos apresentam, em contraponto com as CIM das zonas de Braga, Leiria ou Aveiro, as que mais se têm desenvolvido e estão acima da média nacional no que toca ao PIB (produto interno bruto) per capita.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo