Sociedade | 09-07-2024 12:00

Munícipe indignado com resposta do vice-presidente abandona reunião camarária de Alcanena

Moisés Morgado esteve presente na sessão camarária de Alcanena para exigir que a empresa municipal Aquanena tapasse os buracos deixados na rua de acesso à sua casa, depois de ali ter feito obras há anos. O vice-presidente Alexandre Pires disse que o munícipe estava a dizer “inverdades” e este não gostou.

O munícipe Moisés Morgado esteve na última reunião do executivo da Câmara de Alcanena, mas abandonou a sessão após um desentendimento com o vice-presidente da autarquia, Alexandre Pires. O cidadão acusa a empresa municipal Aquanena de ter feito obras no acesso da sua casa há cinco anos e que nunca repavimentou o piso, deixando vários buracos. Afirma que o que está tapado foi o próprio que pagou e que a empresa deve ir corrigir o que deixou por fazer. “A Aquanena já esteve lá e tapou uns buracos e outros não. No acesso à minha casa e pela rua abaixo, foram deixados vários buracos por pavimentar” afirmou.
O presidente do município, Rui Anastácio, garantiu que os técnicos iriam averiguar a situação, uma vez que não era prática corrente acontecer esse tipo de situações porque a empresa municipal tem seguido os procedimentos correctos nas suas obras. O vice-presidente Alexandre Pires juntou-se ao debate para dizer que o munícipe estava a cair numa “inverdade”. Alexandre Pires admite que o alcatrão pode ter aberto de novo, mas que esteve presente no momento em que a empresa municipal procedeu à pavimentação dos buracos deixados. Moisés Morgado não ficou agradado com a explicação e reagiu de forma efusiva, acabando por abandonar a reunião. “Inverdade? Mas que inverdade? Estás-me a desmentir aqui? És tu que me vais dar lições a mim?” atirou, antes de abandonar a sessão.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo