Última Página de Honra | 25-07-2020 07:00

Lúcia Mata e José Fidalgo

Lúcia Mata e José Fidalgo
ÚLTIMA PÁGINA DE HONRA

Lúcia Mata é uma das advogadas de prestígio e de confiança a trabalhar na região do Ribatejo e com escritório em Santarém. José Fidalgo presidiu durante alguns anos à Junta de Vila Franca de Xira mas por razões pessoais e partidárias deixou a meio o seu último mandato.

Lúcia Mata é uma das advogadas de prestígio e de confiança a trabalhar na região do Ribatejo e com escritório em Santarém. Especialista em Direito do Trabalho, entre outros ramos da advocacia, tem granjeado importância e notoriedade tanto junto dos clientes como junto da classe dos operadores da justiça, entre advogados, juízes e procuradores. A foto é de uma cerimónia realizada na Associação Forense de Santarém no ano em que Lúcia Mata exercia o cargo de presidente da delegação de Santarém da Ordem dos Advogados. Na ordem do dia estava o novo mapa judiciário e a possibilidade das comarcas da Lezíria e do Médio Tejo passarem a reportar ao Tribunal da Relação de Lisboa em vez de ao Tribunal da Relação de Évora, como sucedia, e como ainda hoje acontece com grandes vantagens para a Justiça.

José Fidalgo presidiu durante alguns anos à Junta de Vila Franca de Xira mas por razões pessoais e partidárias deixou a meio o seu último mandato. Saiu da política activa e foi dar aulas para uma universidade, a mesma onde tinha acabado uma especialização em Gestão e Administração e onde, entretanto, também concluiu um mestrado em Gestão Autárquica. Os acontecimentos remontam a 2011 e desde esse tempo José Fidalgo faz carreira como professor e investigador, agora a viver em Castanheira do Ribatejo, para onde mudou a sua residência para ficar mais próximo dos filhos e dos netos.
É um cidadão exemplar que, embora retirado da política partidária, mantém cidadania activa e de proximidade.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1467
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1467
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo