uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Exportações da região aumentaram 5,9% em 2015

Chamusca, Abrantes e Rio Maior foram os concelhos que mais cresceram, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística.

Edição de 26.01.2017 | Economia

A Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém analisou o crescimento das exportações entre 2014 e 2015, tendo concluído que o distrito de Santarém registou um crescimento nas exportações de bens na ordem dos 5,92% em 2015, quando comparado com o ano de 2014. Em 2015 as exportações da região totalizaram 1.413 milhões de euros, enquanto que em 2014, as mesmas totalizaram 1.334 milhões de euros.
Quando se analisa as NUT III, o Médio do Tejo obteve um desempenho muito melhor (+8,67%) que a Lezíria do Tejo (+ 2,65%). No Médio Tejo, Abrantes (+20,93%), Constância (+9,44%), Ferreira do Zêzere (+ 9,34%) e Tomar (+9,15%), destacaram-se claramente no aumento das exportações de bens. Já na Lezíria do Tejo, a liderança foi da Chamusca (29,15%), seguindo-se Rio Maior (15,42%), Benavente (6,19%) e Santarém (6,15%).
Em termos absolutos, os concelhos que mais cresceram foram Abrantes (42,16 milhões), Rio Maior (15,22 milhões), Constância (13,47 milhões), Benavente (12,21 milhões), Santarém (9,03 milhões) e Torres Novas (7,36 milhões). Em sentido contrário, os concelhos com maior decrescimento absoluto foram Coruche (- 10,40 milhões), Salvaterra de Magos (- 5,72 milhões), Cartaxo (- 4,26 milhões), Vila Nova da Barquinha (- 1,49 milhões), Ourém (- 0,98 milhões) e Entroncamento (- 0,90 milhões).

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...