O capital não tem pátria

O capital não tem pátria

O executivo municipal de Coruche aprovou, por unanimidade, a abertura de um concurso público para vender um terreno municipal.

O executivo municipal de Coruche aprovou, por unanimidade, a abertura de um concurso público para vender um terreno municipal, com mais de nove mil metros quadrados, junto ao castelo de Coruche. O objectivo passa pela construção no local de um empreendimento turístico de luxo com vista privilegiada sobre a vila. Durante a apresentação do ponto, o presidente do município, Francisco Oliveira, disse que quer que este concurso público seja divulgado em todos os cantos do mundo. “Não me interessa se o investidor é americano, chinês ou norueguês. Quero é que esta construção se faça”, defendeu o autarca. E como o capital não tem pátria,venha de lá esse promotor e os seus milhões para construir em Coruche um hotel daqueles à grande e à francesa....

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo