Ribatejo: um paraíso esquecido

Ribatejo: um paraíso esquecido

Numa iniciativa da SEDES um dos oradores mostrou num mapa com dados recentes que a Lezíria do Tejo e o Médio Tejo são as duas sub-regiões do país mais afectadas pela crise de crescimento.

Numa iniciativa da SEDES um dos oradores mostrou num mapa com dados recentes que a Lezíria do Tejo e o Médio Tejo são as duas sub-regiões do país mais afectadas pela crise de crescimento. Aqui faltaram nas últimas três décadas de investimento público e aumentou a desertificação, o que é o grande mal do século de alguns países do mundo mais desenvolvidos como é o caso de Portugal. Nesta altura até as vacinas estão em falta, o que parece dar razão aos negacionistas que dizem que se as vacinas fossem tão importantes jamais faltariam porque não há crianças de primeira e de segunda. O mais curioso disto tudo é que estamos a poucos quilómetros de Lisboa e ainda somos um paraíso comparado com o resto do país. Levarem o aeroporto para Benavente pode ser uma benção para quem ama o Ribatejo e não quer mais evolução que políticas de apoio aos resistentes e o mínimo dos mínimos no caso do apoio médico e hospitalar. O Cavaleiro Andante dá o braço a torcer; quem tem razão são os políticos da Barquinha e da Chamusca, e todos os outros que esqueceram os caminhos para os ministérios de Lisboa e estão mais preocupados com os seus interesses pessoais que em servirem a comunidade e a região.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo