Especiais | 02-12-2023 16:00

As mulheres são muito melhores que os homens em cargos de liderança

As mulheres são muito melhores que os homens em cargos de liderança
GALARDÃO EMPRESA DO ANO
Joaquim António Emídio, director-geral de O MIRANTE, fez um elogio às mulheres e à importância que têm nas empresas durante o último Galardão Empresa do Ano

Joaquim António Emídio elogiou a liderança das mulheres no discurso de entrega do Galardão Empresa do Ano e despediu-se do palco na missão que assumiu durante os 22 anos da iniciativa.

O director-geral de O MIRANTE aproveitou a organização da 22ª edição do Galardão Empresa do Ano para elogiar as mulheres empresárias e afirmar que são muito melhores que os homens em cargos de liderança. Joaquim António Emídio reconheceu que “não vivemos no melhor dos mundos, mas temos futuro assim a nossa classe política se alie à classe empresarial que tem dado boas provas” afirmou, para logo de seguida lembrar a existência de um texto do presidente da AIP, José Eduardo Carvalho, numa das revistas do jornal “que ajuda a compreender a necessidade de conhecermos melhor a nossa realidade porque isso responsabiliza-nos e obriga-nos a ter opinião, porque é com opinião, com jeitinho ou à martelada, que se constrói uma ideia, assim como é com dor que começa e acaba o parto de uma criança”.
Joaquim Emídio lembrou ainda que “a presença das mulheres em cargos de liderança tem crescido consideravelmente e O MIRANTE é um bom exemplo”, acrescentando que o avanço das mulheres em cargos de chefia não resulta só destes tempos difíceis que atravessamos, e da necessidade de nos equilibrarmos num mundo em transformação, gerido muitas vezes por pessoas que só pensam em dólares, e em património, e desprezam a cultura que inclui a ida ao cinema e ao teatro, a família, as viagens, os tempos de ócio à volta de uma mesa, os cuidados com o corpo e a saúde. “Um dos desafios mais difíceis para as mulheres que lideram empresas é o equilíbrio entre a vida familiar e profissional. As mulheres que dominam o sector mais rentável da nossa empresa sabem disso melhor do que os homens que dominam a redacção. Nem por isso deixamos de nos entender e as mulheres não deixam de ter, apesar de ainda minoritárias, um papel significativo na área editorial”, sublinhou.
Por fim deu o seu exemplo ao ter desafiado, no início da sua vida de casado, a sua mulher para gerir um salão de beleza onde, em troca de ser o homem da casa, pôde fazer um pé de meia que mais tarde serviu para deixar um emprego de secretária e lançar-se num negócio de ourivesaria. Lembrou ainda que esses foram os melhores tempos da sua vida e recordou a sua avô materna, a primeira mulher que admirou até às lágrimas, e que, embora fosse “uma pobre de Job” era uma mulher em que ainda hoje se revê, e em relação à qual sente que não é capaz de a igualar em amor pelos seus filhos e netos como o amor que ele sabe que tinham um pelo outro.
No final disse que dedicava o texto a todos os empresários que iam receber o Galardão Empresa do Ano e anunciou que na próxima iniciativa será substituído pela directora executiva de O MIRANTE e sua filha, Joana Salgado Emídio.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo