O MIRANTE | 24-11-2022 18:00

Responsabilidade social e igualdade estão no ADN de Maria Emília Santos

Responsabilidade social e igualdade estão no ADN de Maria Emília Santos
GALARDÃO EMPRESA DO ANO
Maria Emília Santos pôs à prova o seu espírito empreendedor quando decidiu abrir o primeiro restaurante McDonald's do Ribatejo, em Santarém

Maria Emília Santos abriu há 25 anos o primeiro McDonald’s da região de Santarém, deixando para trás uma carreira estável.

Arriscou sendo empreendedora e abriu mais cinco restaurantes, sendo actualmente a gestora de três, que empregam cerca de 180 pessoas. O empenho e a determinação são valores que acompanham a empresária no mundo dos negócios.

Maria Emília Santos, franquiada da McDonald’s Portugal é um exemplo de empreendedorismo feminino e de uma carreira de empresária de sucesso, iniciada há 25 anos quando abriu o primeiro restaurante McDonald’s do Ribatejo, em Santarém. Chegou a ter cinco restaurantes da cadeia e actualmente gere três McDonald’s que empregam 180 pessoas e fomentam o desenvolvimento local. Na gestão a empresária usa três ingredientes que considera fundamentais: empenho, determinação e vontade de arriscar.
Estudou Economia, trabalhou no ramo alimentar, foi gestora de produto e responsável de Marketing. Passou por empresas como a Nacional e a Central de Cervejas, e aventurou-se na área da comunicação. Tinha uma vida estável, mas decidiu arriscar porque estava a crescer um desejo de ter um negócio próprio. A 27 de Dezembro de 1997 inaugura em Santarém o seu primeiro restaurante da McDonald’s, o 45º de Portugal. O mundo do empreendedorismo aguçou-lhe, ao longo do tempo, a vontade de se pôr à prova, assumir riscos, fazer crescer o negócio e mantê-lo num patamar de sucesso.
A genética para o empreendedorismo não vem de herança, mas do seu esforço, dedicação, organização e de uma energia auto-desafiadora que a fez embarcar na abertura dos restaurantes do Carregado, em 2000; do Porto Alto, em 2017; Vila Franca de Xira e Torres Novas, em 2019. Maria Emília Santos gere actualmente os restaurantes de Santarém, Vila Franca de Xira e Torres Novas. Natural de Oliveira de Frades, distrito de Viseu, porque a sua mãe fez questão que fosse nascer à aldeia, Maria Emília Santos cresceu em Lisboa. Mãe de duas filhas e avó de cinco netos, com outro a caminho, destaca a importância do suporte familiar no seu percurso empresarial, sublinhando que nem sempre é fácil balancear as vidas profissional e familiar.
Maria Emília Santos é um exemplo de que qualquer pessoa pode ter controlo sobre a sua vida profissional, salientando que nos seus restaurantes “cresce-se pela competência e pela meritocracia”. Focada e defensora de que “não há sucesso sem muito trabalho”, a empresária de 66 anos define-se como alguém que nos negócios e fora deles “procura a conciliação” e afasta o conflito. No dia em que vender o último restaurante para “usufruir ainda mais da família fica a satisfação de ter contribuído para o crescimento e desenvolvimento de muitas pessoas e da comunidade”.
Recuando aos tempos da abertura do McDonald’s de Santarém, a empresária lembra que pegava num bloco de notas e tomava conta dos pedidos dos clientes que aguardavam nas longas filas, numa época em que as máquinas de atendimento automático eram uma miragem. Maria Emília Santos sabe preparar um hambúrguer sem errar os ingredientes.

Clientes, colaboradores e responsabilidade social no topo da lista

Para Maria Emília Santos há na esfera do empreendedorismo duas áreas que contribuem para que sinta gratificação pelo seu empenho: os recursos humanos e a inserção na comunidade através de contributos para o desenvolvimento local. “Devolver à sociedade aquilo que ela nos dá”, é o lema que está no ADN da marca e no de Maria Emília Santos. Apadrinhou o Lar de Santo António, que acolhe crianças e jovens do sexo feminino em Santarém, mantém uma parceria com a Associação Académica de Santarém através de apoios vocacionados para equipas de formação, comparticipa, desde há seis anos, o prémio de mérito desportivo da Associação de Futebol de Santarém, e apoia o Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT) e o Centro de Bem Estar Social da Zona Alta (CBESZA), ambos em Torres Novas.
Os três restaurantes contam com 180 colaboradores, dos quais 90% são jovens. A McDonald’s é uma porta de entrada para o mercado de trabalho ao proporcionar o desenvolvimento de competências. Mas é também uma empresa com uma vasta ementa de possibilidades de carreira. Há, por isso, a vontade e empenho em conseguir atrair e fixar talento. Maria Emília Santos é a empresária que está presente, e que embora inicie a jornada a analisar as vendas do dia anterior, prefere os momentos que passa junto dos clientes e colaboradores.
Também a empresária tem sido um motor para que a modernização aconteça, como é disso exemplo a recente remodelação do restaurante de Torres Novas, que cresceu em espaço, ganhou dupla pista drive e postos de carregamento eléctrico - também já presentes no espaço de Vila Franca de Xira.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo