uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Escolas da Castanheira do Ribatejo continuam à espera de intervenções urgentes

Escolas da Castanheira do Ribatejo continuam à espera de intervenções urgentes

Autarcas querem obras que permitam aumentar a segurança dos alunos. Acessos onde não cabem carros de bombeiros, portão de emergência avariado e sanitários a precisar de obras são alguns dos problemas identificados.

Edição de 06.07.2016 | Sociedade

Vários estabelecimentos de ensino do agrupamento de escolas D. António de Ataíde, da Castanheira do Ribatejo, concelho de Vila Franca de Xira, carecem de intervenções urgentes para resolver um conjunto de problemas que estão a preocupar alguns pais, professores e agora também os autarcas locais.
Numa moção, aprovada por unanimidade numa das últimas assembleias de freguesia, é exigido às entidades responsáveis pela escola que façam, com urgência, um conjunto de reparações que permitam melhorar a vida da comunidade escolar. Intervenções essas já pedidas pela direcção do agrupamento mas cuja execução ficou “aquém do pretendido”. Depois de várias reuniões com o agrupamento de escolas e o executivo da junta, os eleitos elencaram numa moção os principais problemas sentidos no dia-a-dia do agrupamento.
Entre os casos mais graves está a escola básica da Quinta da Cevadeira, onde é urgente a reparação do portão de emergência da escola, reparação da cobertura superior que tem infiltrações e fissuras, sanitários e campos de jogos a precisar de reparação e renovação dos quadros das salas de aula.
As preocupações foram também manifestadas na escola básica da Vala do Carregado, onde o acesso à escola precisa de ser pavimentado e alargado, pois não passa lá actualmente uma viatura de bombeiros que precise de acudir a um pedido de socorro. É também precisa a elaboração de um plano de emergência para todas as escolas do primeiro ciclo.
Também a escola sede do agrupamento não está isenta de problemas: consideram os autarcas que é urgente a substituição das telhas de fibrocimento contendo amianto, um material tóxico, reparação de balneários, pintura dos edifícios, construção de um muro de suporte de terras junto ao ginásio e maior regularidade na limpeza e corte dos espaços relvados.
A Escola Básica da Quinta de São Sebastião precisa de renovação de quadros, reparação e manutenção das casas de banho dos professores e auxiliares, instalação de uma nova máquina de lavar loiça, reparação da vedação do campo de jogos e instalação de estores no interior das salas.
“Mesmo com limitação de meios, o quadro docente e não docente deste agrupamento tem feito um esforço no sentido de melhorar e contribuir para o bom funcionamento das aulas, tendo contado com o apoio da junta que, além de efectuar todo o trabalho que lhe compete neste âmbito, ainda realiza aquele que não é da sua competência, merecendo por isso todo o apoio da assembleia de freguesia”, lê-se no documento.

Escolas da Castanheira do Ribatejo continuam à espera de intervenções urgentes

Mais Notícias

    A carregar...