uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Jovem de Tomar quer chegar ao topo do decatlo nacional

Jovem de Tomar quer chegar ao topo do decatlo nacional

Manuel Dias é recordista nacional no escalão de juvenis e obteve o décimo lugar no Campeonato da Europa que decorreu recentemente na Geórgia. São dez provas numa só competição, que exigem muita preparação física e psicológica. E ainda tem tempo para se dedicar à pesca.

Edição de 04.08.2016 | Desporto

Manuel Dias bateu por duas vezes o recorde nacional de juvenis no decatlo, disciplina do atletismo. A última vez foi no Campeonato da Europa do seu escalão onde a marca alcançada (6767 pontos) se traduziu num 10º lugar. Gosta de pescar para descontrair e, como muitos jovens atletas, sonha um dia poder chegar aos Jogos Olímpicos.
Natural da Junceira, concelho de Tomar, Manuel Dias, 17 anos, começou muito novo por praticar ginástica e quando deixou essa modalidade começou a participar em corridas na cidade. Foi daí que surgiu o convite para pertencer ao atletismo do União de Tomar, clube que ainda representa.
Escolheu o decatlo por não se destacar em nenhuma disciplina individual. “Conseguia ser bom e regular em todas, por isso optei pelo decatlo, ganhei um gosto especial”, conta. Para além disso Manuel Dias diz que os treinos são melhores do que se treinasse para uma disciplina individual. “Não estou sempre a treinar o mesmo”, refere. É no salto com vara que consegue os melhores desempenhos e é no salto em altura que tem mais margem para melhorar.
O decatlo é uma das competições mais exigentes do atletismo pois é composta por dez provas mas Manuel Dias consegue acompanhar essa exigência. Diz que um bom decatlista tem de ser muito forte fisicamente mas, sobretudo, psicologicamente para ultrapassar uma má prova e ir com força para a próxima.
O ritmo de treinos é intenso. Treina todos os dias cerca de duas horas, tem que ter cuidado com a alimentação e ainda há a escola, os amigos e a família. Não é de sair muito e como muitos dos amigos andam na sua escola é fácil passar tempo com eles. Com a namorada ainda mais fácil se torna pois também ela pratica atletismo no U. Tomar.
Tem como referência no decatlo o melhor atleta nacional de sempre Mário Aníbal (que viveu muitos anos na Chamusca), com quem já teve a oportunidade de ter um estágio. Para além do recordista nacional, Manuel Dias acompanha o percurso do actual campeão mundial júnior, o alemão Niklas Kaul.

Dedica-se à pesca
Para relaxar gosta de pescar, o que muita gente estranha. “Muita gente me diz que tenho muita energia e depois vou para a pesca que é a coisa mais calma do mundo. É bom para me acalmar e pensar na vida”, conta.
Tem conseguido conciliar o atletismo com os estudos, que não quer descurar: “A escola vai estar sempre presente, como o atletismo, mas este não dura até aos cinquenta anos, temos de ter um sustento”. Está na área de ciências e gostava de seguir algo relacionado com engenharia ou arquitectura, mas ainda não decidiu.
Os pais são o seu apoio e uma das suas motivações. Apareceram-lhe de surpresa na Geórgia, onde competia no Campeonato da Europa, o que o motivou a alcançar um melhor resultado. Foi 10º classificado, mas diz que poderia ter conseguido melhor. “Um atleta nunca se satisfaz. Houve algumas provas em que não estive ao meu nível, mas foi uma boa experiência”, refere.
O próximo objectivo, já no primeiro ano de júnior, é conseguir a qualificação para o Campeonato da Europa da categoria. Este ano nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não haverá nenhum português a competir no decatlo. Se continuar a evoluir Manuel Dias está na linha da frente no decatlo nacional para o conseguir em 2020 e esse é um sonho que partilha com muitos jovens atletas. “Todos trabalhamos e sonhamos chegar a esse nível. É o topo de todos os desportos e onde toda a gente quer participar”, finaliza.

Jovem de Tomar quer chegar ao topo do decatlo nacional

Mais Notícias

    A carregar...