uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Menino de cinco anos a passar férias com o avô morre após queda de parede

Menino de cinco anos a passar férias com o avô morre após queda de parede

Acidente deixou em choque a aldeia de Além da Ribeira no concelho de Tomar

Edição de 04.08.2016 | Sociedade

A aldeia de Além da Ribeira, concelho de Tomar, ficou em choque com a morte de um menino de cinco anos, luso-descendente, que estava a passar férias com o avô, que foi emigrante em França. O pequeno Timóteo morreu atingido por uma parede de um barracão, que estava em más condições e que desabou na altura em que a criança entrou no espaço. O acidente aconteceu ao início da noite de domingo, 31 de Julho.
A criança estava com o irmão, Mateus, de oito anos, e seguiam o avô, Mário Claro, que se deslocava para o barracão, contíguo à habitação, para ir buscar materiais para construir uma gaiola para os patinhos que os irmãos tinham recebido de presente. O avô ainda conseguiu salvar o irmão mais velho mas o mais novo, apesar dos esforços do avô para libertar a criança debaixo dos restos do muro, acabou por falecer. A criança vai ficar sepultada em França.
A esposa de Mário Claro, que ouviu o barulho e foi ver o que tinha acontecido, teve que ser transportada para o Hospital de Abrantes em estado de choque. O avô das crianças foi emigrante em França durante muitos anos, tendo regressado a Portugal quando se reformou. O seu filho, pai do menino que morreu, já nasceu em França e era raro passar férias em Portugal. Os meninos estavam a passar férias em casa dos avós quando a tragédia ocorreu. Os pais da criança deveriam chegar a Portugal na próxima semana com o filho mais novo para passar férias. O funeral de Timóteo realizou-se em França.
Um vizinho da família Claro conta que já tinha reparado que o muro não estava em boas condições mas nunca pensou que se desse uma tragédia destas. A população da aldeia ficou consternada com o acontecimento e na tarde de segunda-feira, 1 de Agosto, muitas pessoas dirigiram-se à casa da família para lamentar o sucedido. No local uma fita da GNR impedia a passagem para o local do acidente. Os vizinhos contam a O MIRANTE que a família está de “rastos” com o sucedido. As equipas de socorro que estiveram no local ainda tentaram reanimar o menino, que chegou a ser transportado ao hospital mas este não resistiu aos ferimentos graves.

Menino de cinco anos a passar férias com o avô morre após queda de parede

Mais Notícias

    A carregar...