uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Isabel Silva

Isabel Silva

Agente de Seguros - Granja, Vialonga .

Edição de 24.08.2016 | Agora Falo Eu

A maior parte das pessoas faz seguros por iniciativa própria ou por imposição legal?
Por imposição legal.
Qual a diferença entre um agente de seguros e uma seguradora?
Um agente de seguros tem um atendimento personalizado. Uma seguradora pode fazer tudo por telefone.
A quem dava um “puxão de orelhas”, metaforicamente falando?
Ao Instituto de Seguros porque permite que qualquer um faça seguros sem conhecimentos base nem capacidade para tal.
Qual é o seu truque para manter a calma perante um imprevisto?
Normalmente ponho-me no lugar do segurado para tentar entender a sua posição. Só depois poderei contestar ou não em função do problema apresentado.
O que não existe na sua terra e que gostaria de ver concretizado?
Sou de Lisboa mas vivo em Vialonga há perto de 40 anos. Falta um Quartel dos Bombeiros bem situado e com boas infra-estruturas e faltam escolas do ensino básico com melhores condições para alunos, professores e funcionários.
Custa-lhe levantar-se de manhã para trabalhar?
Geralmente levanto-me bastante cedo, por volta das seis da manhã e sem dificuldade.
Gosta do que faz?
Gosto muito do que faço. Essencialmente sou uma relações públicas e gosto de ajudar os outros.
Onde aprendeu a cozinhar e com quem?
Tenho que confessar que não cozinho muito bem.
O cliente tem sempre razão?
Nem sempre. Muitas vezes há que tentar explicar a razão do que não está certo.
Já lhe bateram à porta a pedir comida? O que fez?
Infelizmente já. Nessas alturas tento dar o que posso dar e faço-o sem hesitações.
Fazem falta mais mulheres na política?
Com toda a certeza. Normalmente as mulheres vão para a política para defenderem os interesses dos cidadãos em geral em vez de irem defender os seus próprios interesses e os dos seus amigos.
Já alguma vez escreveu um poema?
Não.
Alguma vez deu sangue?
Várias vezes. Sou dadora de sangue.
Qual a sua viagem de sonho? Já a realizou?
Há uns anos fiz uma viagem com a minha filha mais velha à Bulgária e adorei.
Qual foi, para si, o seu maior feito?
O meu maior feito foi ter criado, praticamente sozinha, por mais de trinta anos, os meus três filhos.
O que sente quando vê as pessoas a pagarem promessas em Fátima de joelhos?
Não censuro as pessoas que vão a Fátima pagar promessas mas acho que apenas estão a encher os bolsos da igreja católica, que se veste de ouro, enquanto, muitos dos crentes dão tudo o que têm, por vezes com grandes dificuldades.
Se pudesse mudar o mundo por onde começava?
Acabava com os políticos corruptos. São eles que fomentam as guerras com a venda das armas e ajudam a matar os seus povos, única e exclusivamente para aumentar a sua riqueza.
Lembra-se da última vez que escreveu uma carta à mão?
Normalmente escrevo um cartão de agradecimento aos meus segurados, quando lhes envio os recibos. Carta também o faço, quando quero tratar de algo importante com alguma entidade. Considero que a escrita à mão é mais persuasiva e mais pessoal.
Vive numa zona que considera segura?
Já foi menos mas devido à localização da minha casa continuo a ter certos cuidados de segurança.
A que político aumentava impostos e cortava subsídios?
Aumentava e cortava a todos os que pertencem ao bloco central. Todos eles foram para a política porque nunca souberam fazer mais nada e adoram coleccionar reformas milionárias andando do Governo para grandes empresas e vice-versa e olhando apenas para os seus interesses e dos seus amigos.
Que objecto a faz voltar a casa quando sai sem ele?
Os óculos escuros. Tenho muita dificuldade em suportar a luz solar.

Isabel Silva

Mais Notícias

    A carregar...