uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Candidatas a Miss Frimor não querem ter carreira como modelos

Candidatas a Miss Frimor não querem ter carreira como modelos

Onze jovens desfilam no dia 2 de Setembro no Pavilhão Multiusos

Edição de 24.08.2016 | Especial Feira da Cebola

O MIRANTE acompanhou uma sessão fotográfica das candidatas a Miss Frimor nas Salinas de Rio Maior e ficou a saber que a maioria concorreu apenas por diversão e não por qualquer vontade de fazer carreira como modelo.
Durante as breves conversas com
O MIRANTE, as onze jovens que vão desfilar na final de 2 de Setembro, no Pavilhão Multiusos da cidade, contaram algumas aventuras em que já se meteram, referiram a sua relação com as redes sociais e explicaram porque decidiram concorrer.
A única candidata que quer trabalhar no mundo da moda é Maria Ribeiro que tem 17 anos e é afilhada da presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais. Está inscrita numa agência de modelos e concorre pela segunda vez. “Não, não vou concorrer até ganhar. Só concorri novamente porque insistiram”, diz a O MIRANTE com uma gargalhada.
A candidata Maria Carvalho, de 16 anos, quer ser socióloga. Frequenta o primeiro ano da licenciatura de sociologia na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa. Diz que participa no concurso por divertimento e confessa que a experiência está a ser “fantástica”. Quando lhe perguntamos qual a maior loucura que fez, confessa que foi na sua viagem de finalistas mas não relata pormenores. “Foi uma viagem com muita inconsciência e muita liberdade, que é o que de melhor levamos desta vida” confessa.
Também Margarida Santos, de 18 anos, é dada a loucuras próprias da idade. A maior, conta, foi fugir de casa pela janela porque queria estar mais tempo com os amigos no último dia de férias. Foi apanhada pelo pai e ficou bastante tempo de castigo. Hoje o seu quarto fica no 1º andar e ela acredita que não é por acaso. “Deve ter a ver com essa fuga” conta divertida. Margarida concorreu porque gosta da área da moda e considera que tem potencial. Enquanto tiver aparência quer participar em alguns trabalhos mas nada a nível profissional. “O meu desejo é ser professora do Ensino Especial. Tenho uma irmã com deficiência e quero dar algo de mim às pessoas especiais”.
Bruna Lázaro, 16 anos, quer ser polícia. “Gostava de ser da Polícia Judiciaria porque já tenho familiares no meio policial e é uma área que me fascina imenso”, diz entusiasmada. Concorreu a Miss Frimor por pura diversão e para ter alguma coisa para fazer no Verão. Considera que a beleza não é tudo. “As pessoas têm de ter mais qualquer coisita e o cérebro faz muita falta”.
Já fez muitas loucuras mas a que se recorda melhor, talvez por ter corrido mal, foi ter tentado montar o seu cavalo, sem sela, saltando de uma árvore. “Caí da árvore e não o consegui montar”. Não tem namorado nem pensa vir a ter nos próximos tempos. “Tive um desgosto amoroso. Dei-lhe cinco oportunidades e ele não entendeu”, confessa.
Todas as candidatas dizem conseguir passar uma semana sem ir à rede social Facebook mas só se forem obrigadas a isso. Bruna conta que quando vai para casa da avó gasta os dados móveis todos no primeiro dia e por isso é obrigada a passar mais de uma semana “sem ir à net”. Maria Ribeiro é a mais despachada a dizer que aguentava muito bem uma semana sem Facebook “porque isso não é a razão de viver”. Questionada se consulta a rede social todos os dias confessa que “sim… mais do que uma vez”.

Presidente da câmara dava uma boa Miss Frimor

Questionadas sobre se a presidente da Câmara de Rio Maior daria uma boa Miss Frimor as candidatas nem hesitaram em dizer que sim. Maria Carvalho considera que a autarca “é bastante jeitosa e para a idade não está nada mal”. Também Maria Ribeiro, a afilhada da presidente, diz que a madrinha “tem muito potencial porque tem muitos atributos físicos”.
“Sempre achei a presidente da câmara muito bonita. Se eu soubesse que ela ia concorrer a Miss Frimor acho que eu pensava duas vezes antes de avançar porque com ela não tinha hipóteses”, refere Bruna Lázaro com um sorriso.

Candidatas a Miss Frimor não querem ter carreira como modelos

Mais Notícias

    A carregar...