uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

O presidente da Câmara de Constância e os transportes públicos

Edição de 17.08.2018 | O MIRANTE dos Leitores

Sempre fui defensor dos transportes públicos e sempre utilizei, preferencialmente, transportes públicos. Infelizmente sou cada vez mais forçado a recorrer ao carro e mesmo assim com limitações porque os combustíveis e os carros estão carregados de impostos e as portagens são caríssimas.
Li uma nota numa secção do jornal sobre o facto de o presidente da Câmara de Constância se ter auto-elogiado no Facebook por ter ido a Lisboa tratar de assuntos do município, de comboio. Não conheço o senhor mas conheço coisas assim, feitas por outros políticos que gostam de mostrar como defendem o transporte público.
Há décadas que vejo chegar políticos de comboio ao Entroncamento. Saem das carruagens com uma enorme comitiva atrás e carradas de jornalistas, acenam ao povo, prometem ir investir na melhoria do caminho-de-ferro, que dizem ser um transporte amigo do ambiente e fulcral para evitar o despovoamento do interior e regressam nos carros oficiais que os esperam à entrada da estação para irem depressa para Lisboa mandar encerrar mais linhas e meter ideias de investimento em novos comboios ou em obras de remodelação de linhas e estações, nos caixotes do lixo dos gabinetes.
Os autarcas da região sabem que a Rodoviária do Tejo, que tem a concessão dos transportes, é uma empresa privada e que não pode prestar os mesmos serviços que presta a Carris em Lisboa, por exemplo, que é financiada para isso mas em vez de pressionarem o Governo e negociarem com a empresa, fazem de conta que não percebem que aos fins-de-semana já não há camionetas e que durante a semana elas são raras.
Enchem a boca com empresas, mobilidade e emprego e fingem que não sabem que quem quiser aceitar um emprego de 600 ou 700 euros por mês a cinco ou dez quilómetros de casa (não é preciso mais), precisa ter dinheiro para comprar carro próprio. Depois andam a fazer ciclovias e a dizer que estão a resolver o problema com transportes urbanos entre bairros (mas só nas horas de expediente da função pública) e com o transporte a pedido. E ainda há quem diga que temos os melhores autarcas do mundo e arredores!!
Mário José Feliz
Torres da Fonseca

Mais Notícias

    A carregar...