uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Pedreira abandonada em Trancoso transformada em lixeira a céu aberto
Moradores têm registado a deposição de lixos e entulhos sem controlo numa das pedreiras desactivadas de Trancoso

Pedreira abandonada em Trancoso transformada em lixeira a céu aberto

Moradores e município estão revoltados com a situação e exigem intervenção das autoridades.

Edição de 13.02.2019 | Sociedade

Uma das pedreiras desactivadas e abandonadas no lugar de Trancoso, na freguesia de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, está transformada há mais de um ano numa lixeira improvisada que tem causado impactos não apenas no ambiente como também na população que reside no local.
Além da deposição de lixos e monos domésticos, tem havido também a deposição de entulhos. No início de Janeiro, explicam alguns moradores da zona, houve a queima dos resíduos e o seu enterramento, o que provocou fumos e maus cheiros. Os autores das descargas não são conhecidos e as deposições fazem-se sobretudo a coberto da noite.
A pedreira era explorada por uma firma que entrou em insolvência há mais de uma década e tem estado desactivada desde então. Faz parte das 22 pedreiras inactivas que existem actualmente no concelho de Vila Franca de Xira. O presidente do município, Alberto Mesquita (PS), confirma ter conhecimento da situação e garante que a fiscalização municipal já tem ordens para ir ao local averiguar a situação.
“Vamos contactar as autoridades do ambiente e chamar a atenção para o que se está a passar. Temos de parar com o que ali acontece. Há queimas desse lixo e isso não pode acontecer. Vamos fazer todos os esforços ao nosso alcance para que essa situação cesse o mais depressa possível”, explica o autarca a O MIRANTE.
Também o presidente da junta de freguesia, Mário Cantiga, mostra-se preocupado com o que se está a passar e confirma ter recebido queixas de moradores de Trancoso para a situação, já tendo encaminhado as queixas para a câmara municipal e para o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR. Na última reunião pública de câmara, o assunto foi falado por Mário Calado, da CDU, que se referiu à “lixeira de Trancoso” notando que existe, “um problema que é preciso verificar e dar atenção” por considerar ser recorrente.

Pedreiras desactivadas com baixo perigo
As pedreiras desactivadas no concelho de Vila Franca de Xira precisam de soluções que as possam requalificar para deixarem de ser buracos a céu aberto. O município já tem um levantamento desses locais e com a segunda revisão do Plano Director Municipal a decorrer em breve, é intenção de Alberto Mesquita vir a propor novas utilizações para esses espaços. “São territórios que podem ter aproveitamento para além da extracção de inertes”, afirma.
O recente acidente numa pedreira de Borba, que ceifou cinco vidas, lançou a discussão sobre o estado de conservação destes locais. “Muito antes de Borba o nosso levantamento das pedreiras existentes já estava feito. Da análise que fizemos não temos nenhuma situação com o nível de perigosidade que existia em Borba. De qualquer modo essa questão veio exigir um olhar mais cauteloso sobre as pedreiras desactivadas e activas”, refere o autarca.

Pedreira abandonada em Trancoso transformada em lixeira a céu aberto

Mais Notícias

    A carregar...