uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Evento internacional de turismo religioso em Fátima com lotação esgotada
Escola de Hotelaria de Fátima recebeu a apresentação do workshop internacional de turismo agendado para Março

Evento internacional de turismo religioso em Fátima com lotação esgotada

Iniciativa decorre entre os dias 7 e 9 de Março e vai estender-se à Guarda, onde existe grande tradição de turismo judaico.

Edição de 06.03.2019 | Economia

A sétima edição do Workshop Internacional de Turismo Religioso tornou-se um dos principais eventos a nível mundial onde se fazem o maior número de negócios do sector. A garantia foi dada pelo presidente da ACISO (Associação Empresarial de Ourém – Fátima), Domingos das Neves, durante a apresentação da iniciativa, que decorreu na quarta-feira, 20 de Fevereiro, na Escola de Hotelaria de Fátima. A edição deste ano, que vai decorrer entre os dias 7 e 9 de Março, terá o maior número de expositores – que já esgotou a lotação – o maior número de operadores turísticos e o maior número de reuniões.
“Em 2017 realizaram-se quatro mil reuniões e em 2018 houve 4.600 reuniões. Acredito que este ano vamos superar esses números porque o interesse por este palco mundial do turismo religioso, que é Fátima, é um verdadeiro fenómeno de êxito a nível mundial”, referiu Domingos das Neves.
Para o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, este evento é o momento de afirmação da região Centro de Portugal, sendo que o turismo religioso é hoje um dos cinco vectores estruturantes no processo de internacionalização. “O turismo religioso conquistou, por direito próprio, uma importância muito relevante naquilo que representa hoje na atractividade à região Centro. Este workshop começou em Fátima, estendeu-se a Ourém e agora alarga-se à Guarda, numa aposta maior no turismo judaico, o que significa que estamos a trabalhar numa rede maior que só pode trazer ganhos para Portugal”, afirmou. Pedro Machado defende que Fátima tem um papel estruturante na ligação com outros produtos turísticos, nomeadamente cidades património mundial como Tomar, Alcobaça, Coimbra e Batalha.
A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, elogiou o trabalho da ACISO uma vez que este workshop tem ganho muita visibilidade a nível nacional e internacional. A governante considera que o turismo religioso tem sido fundamental pois tem conseguido passar a mensagem que Portugal é um país aberto, que “recebe todos, independentemente das religiões”. E acrescentou: “O turismo deixou de ser uma actividade sazonal, e a pender para o litoral, para ser uma actividade que mobiliza todo o país, cada vez mais sustentável e põe Portugal no mapa”, reforçou.

Câmara de Ourém apoia ACISO com 95 mil euros
Durante a apresentação da sétima edição do Workshop Internacional de Turismo Religioso, a Câmara de Ourém e a ACISO assinaram um protocolo de cooperação em que a autarquia apoia a Associação Empresarial de Ourém-Fátima com 95 mil euros para esta continuar a sua actividade de promoção do município. O presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, referiu que o sucesso desta iniciativa se deve ao trabalho que tem sido feito pela ACISO ao longo dos anos e que é um evento muito importante para Fátima e toda a região centro.
O autarca referiu também que o município está a trabalhar, juntamente com mais seis santuários marianos da Europa, para criarem uma Rede Europeia Cultural. Albuquerque aproveitou ainda a presença da secretária de Estado do Turismo para alertar para as deficientes infra-estruturas no concelho de Ourém. “Em Fátima temos zonas sem passeios e há falta de iluminação. O município vai avançar com uma obra de requalificação da Estrada de Leiria, a artéria por onde entram mais peregrinos em Fátima. Como não há fundos comunitários para estas intervenções, vai ter que ser o município a avançar com esta obra de requalificação que terá um custo de 1,8 milhões de euros. Apelo que fale com o Governo para que tenha atenção ao que falta em Fátima porque a imagem de Fátima é também a imagem de Portugal”, concluiu.

Ourém foi terceiro município do país com mais dormidas em 2017

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) registaram cerca de sete milhões de peregrinos e turistas que visitaram Fátima em 2018. Um número ligeiramente abaixo dos valores de 2017, ano que o Papa Francisco visitou Portugal, mas que mostra a capacidade de atracção que Fátima possui. Espanha, Polónia e Itália são os países de onde são originários a maior parte dos visitantes, mas também tem havido um grande aumento de turistas da Ásia, nomeadamente da Índia, Indonésia e Vietname.

Evento internacional de turismo religioso em Fátima com lotação esgotada

Mais Notícias

    A carregar...