uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Eleito da CDU na Assembleia de Tomar defende o regresso aos documentos em papel 

Edição de 06.03.2019 | O MIRANTE dos Leitores

O eleito da bancada da CDU na Assembleia Municipal de Tomar (AMT), António Silva, que diz ter gasto 347,32 euros a fotocopiar as mais de mil páginas da documentação (que foi fornecida em formato digital) sobre a nova empresa intermunicipal que vai tratar da água e saneamento dos concelhos de Tomar e outros concelhos, deu um péssimo exemplo de esbanjamento de dinheiro e de esbanjamento de papel. Por muitas razões que possa ter não é aceitável o que fez e muito menos que tenha ido para a assembleia municipal anunciar feito tão ridículo como se falasse de algo importante.
A proposta para que de futuro todos os documentos sejam distribuídos em papel é retrógrada e um bom exemplo do que é ser um mau autarca que não tem pudor em querer esbanjar daquela forma o dinheiro dos nossos impostos. Entristece-me saber que há pessoas assim eleitas por uma coligação como a CDU que se pauta por valores bem diferentes e que tem estado sempre na primeira linha da luta contra o esbanjamento.
Espero que o senhor Silva se divirta a ler as duas resmas de fotocópias como muita gente se terá divertido a ler o que ele fez e disse. Numa altura em que a declaração do IRS deixa de ser feita em papel aguardo para o ir ver à porta das Finanças, se por acaso tiver que entregar declaração de IRS, a reclamar por não lhe receberem a declaração em papel.
Francisco Gomes Coelho

Mais Notícias

    A carregar...