uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Autarca de Almeirim critica caça à multa aos tractores de tomate
Pedro Ribeiro

Autarca de Almeirim critica caça à multa aos tractores de tomate

Os militares da Unidade Nacional de Trânsito da GNR andam a passar multas aos veículos que transportam tomate porque têm as matrículas sujas. O presidente da Câmara de Almeirim usou as redes sociais para denunciar o que considera ser um excesso de zelo.

Edição de 11.09.2019 | Economia

Excesso de zelo, falta de bom senso e até imoralidade é como o presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro (PS), classifica a acção dos militares da Unidade Nacional de Trânsito da GNR que está a passar multas aos agricultores por circularem com as matrículas dos veículos de transporte de tomate sujas, após saírem do campo. O autarca insurge-se mesmo contra a “caça à multa” por parte das autoridades, tendo usado as redes sociais para deixar a mensagem, esta terça-feira, 3 de Setembro. “Isto não é prevenção, é apenas estatística”, escreveu na sua página no Facebook.
A O MIRANTE, Pedro Ribeiro explicou que compreende as multas passadas quando está em causa a segurança rodoviária, nomeadamente quando os camiões circulam com excesso de peso ou deixam derramar o tomate ou outro tipo de produtos na estrada. “Não é o que está a acontecer. O que está a acontecer é os militares quase irem ao campo buscar os agricultores para serem autuados. Fazem cercos a fábricas e isto, sim, é imoral”, sublinhou o autarca. “As multas até podem ser legais, não digo que não, o que quero deixar claro é que tudo isto é de uma imoralidade muito grande para com estes trabalhadores”, reforçou.
Nesta altura está a decorrer a campanha do tomate e Pedro Ribeiro recebeu queixas de vários agricultores sobre estas autuações e teve ainda informação de que o funcionamento de algumas fábricas pode ser colocada em causa, por falta de matéria-prima.
O autarca recorda que este poderá ser um ano bom para o sector do tomate, depois de vários anos de perda. “Este ano pode inverter o sector na região e com isso salvar muitos agricultores da falência. Um sector que emprega milhares de pessoas no Ribatejo e representa milhões e milhões em exportações”, afirmou ainda.
O MIRANTE tentou obter esclarecimentos adicionais por parte da Unidade Nacional de Trânsito da GNR mas tal não foi possível até ao fecho desta edição.

Autarca de Almeirim critica caça à multa aos tractores de tomate

Mais Notícias

    A carregar...