uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Feira dos Frutos Secos de Torres Novas volta a promover tradição e inovação
Certame pretende dignificar o sector dos frutos secos com especial destaque para o figo preto de Torres Novas

Feira dos Frutos Secos de Torres Novas volta a promover tradição e inovação

O programa decorre entre 3 e 6 de Outubro e estão confirmados mais de setenta expositores. Os produtos locais vão estar em destaque e também não vão faltar espectáculos musicais, artesanato e gastronomia.

Edição de 09.10.2019 | Especial Feira dos Frutos Secos

A 34ª Feira Nacional dos Frutos Secos vai ter lugar de 3 a 6 de Outubro, na Praça 5 de Outubro e Praça dos Claras, em Torres Novas. Está garantida a participação de mais de setenta expositores de frutos secos, produtos locais, gastronomia e artesanato numa área de exposição de mais de 2.500 m2. A nível musical Nuno Barroso e Nuno Norte vão animar a noite de 3 de Outubro, a partir das 21h30, na Praça dos Claras. A stand-up comedy também vai ter o seu espaço neste certame, no dia 4 de Outubro, pelas 21h30, também na Praça dos Claras, com o humorista Serafim, contador de histórias.
A abertura do certame está marcada para quinta-feira, 3 de Outubro, pelas 18h00, na Praça 5 de Outubro, pelas entidades oficiais, acompanhadas pela Bandinha Mirense. No dia 5 de Outubro, sábado, a animação nas ruas será uma constante ao longo da tarde. A Orquestra Improvável irá percorrer todo o certame. A magia também não vai faltar com André Lopes e os seus truques. Pelas 22h30 a banda Xambra actua na Praça dos Claras.
A actividade física não foi esquecida pela organização e para 6 de Outubro, domingo, está marcada a Caminhada Rota dos Frutos Secos e do Bolo de Cabeça. A concentração está marcada para as 09h00, nas piscinas municipais. A caminhada tem uma distância aproximada de dois quilómetros. A música de Ricardo e Ana Rosado encerram o festival, às 20h00 de domingo.
Este é um evento que procura aliar a tradição e a inovação, conjugando objectivos de diferenciação e de qualidade dos produtos regionais, segundo Pedro Ferreira, presidente da Câmara Municipal de Torres Novas. “Além da procura que temos sempre ao nível dos expositores, temos sentido um aumento ao nível dos visitantes”, destaca o autarca.
Dignificar o sector dos frutos secos e passados, criar momentos etnográficos representativos da cultura rural local, afirmar o figo preto de Torres Novas enquanto produto diferenciador e de identidade local, são os principais objectivos desta feira que conta já com 34 edições.

Feira dos Frutos Secos de Torres Novas volta a promover tradição e inovação

Mais Notícias

    A carregar...