uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Rendas, transportes e tabaco aumentam em 2020 e a electricidade desce
Os preços das portagens nas auto-estradas vão manter-se em 2020

Rendas, transportes e tabaco aumentam em 2020 e a electricidade desce

Preços das portagens nas auto-estradas não vão sofrer alterações

Edição de 01.01.2020 | Economia

Rendas e transportes estão entre os bens e serviços cujo preço vai aumentar em Janeiro, sendo que as portagens irão manter-se, mas haverá uma descida da electricidade de 0,4% no mercado regulado. Algumas tarifas de telecomunicações também poderão sofrer subidas e, durante o próximo ano, há ainda a possibilidade de outros preços sofrerem alterações. O Governo pretende também aumentar impostos sobre o tabaco e introduzir uma taxa específica sobre o tabaco aquecido. Os preços das portagens nas auto-estradas vão manter-se em 2020.
O valor das rendas deverá voltar a subir em 2020, em 0,51%, menos de metade do aumento registado este ano, de 1,15%, tendo em conta as estimativas da inflação dos últimos 12 meses até Agosto.
Segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), nos últimos 12 meses até Agosto, a variação média do índice de preços, excluindo a habitação, foi de 0,51%, valor que serve de base ao co-eficiente utilizado para a actualização anual das rendas para o próximo ano, ao abrigo do Novo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU), e que representa mais 0,51 euros por cada 100 euros de renda.
As tarifas de electricidade no mercado regulado vão descer 0,4% para os consumidores domésticos a partir de 1 de Janeiro, de acordo com a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Os preços da eletricidade para as famílias que ainda estão em mercado regulado descem, assim, pelo terceiro ano consecutivo, mantendo-se a proposta que a ERSE tinha apresentado em Outubro passado.
As tarifas transitórias do gás natural não sofrem em Janeiro quaisquer alterações uma vez que a actualização tarifária só acontece em 1 de Outubro para os consumidores que se mantêm no mercado regulado.
A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) determinou que os preços dos transportes públicos de passageiros irão aumentar 0,38% em 2020. Este valor, no entanto, é contestado pela Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Pesados de Passageiros (ANTROP), por colocar em causa “a prestação do serviço público de transportes”, garantiu o presidente da entidade, Luís Cabaço Martins, em declarações à agência Lusa. O organismo reivindica uma actualização de 3,96%.
As taxas de IUC (Imposto Único de Circulação) são actualizadas em 0,3% e as tabelas e regras de imposto adaptadas ao novo sistema de medição de CO2, revela o OE2020.

Rendas, transportes e tabaco aumentam em 2020 e a electricidade desce

Mais Notícias

    A carregar...