Sociedade | 03-12-2020 07:00

Uma família desfeita com acidente do filho e a menina da pele vermelha que brincava sozinha

Uma família desfeita com acidente do filho e a menina da pele vermelha que brincava sozinha
SOCIEDADE

Duas histórias de pessoas com deficiência e dos familiares que consagraram a vida ao seu acompanhamento, conforto e carinho. O Dia Internacional das Pessoas com Deficiência assinala-se a 3 de Dezembro.

Há nove anos a pacata vida da família Neves, de Alpiarça, mudou radicalmente. O jovem Gonçalo sofreu um grave acidente de viação e ficou em estado vegetativo. Os pais dedicaram a sua vida a cuidar do filho, venderam património para pagar contas e lutam desesperadamente por uma justiça que tarda em chegar.

Sara Silva nasceu há 30 anos com um sinal que marcou para sempre a sua vida. Um angioma tuberoso, formado por acumulação de vasos sanguíneos que lhe conferem um tom vermelho na pele do rosto, pescoço e tronco e que por ser também interno lhe afecta a parte neurológica. Dona de um optimismo gigante e de uma força arrebatadora, a menina da pele vermelha, como é conhecida em Samora Correia, onde vive, continua a ter sonhos e a esperança de um dia os realizar. “Senti-me muitas vezes um caso à parte, ignorada pelas outras crianças. Elas brincavam juntas e eu era o quê? Um espantalho no meio daquela gente toda? Só queria que me aceitassem e brincassem comigo”, conta com tristeza e alguma revolta.

*Conheça as duas histórias na edição semanal em papel desta quinta-feira, 3 de Dezembro

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo