Sociedade | 21-06-2023 17:44

Aeroporto: Galamba rejeita estar a condicionar comissão técnica mas repete que Santarém é longe

Aeroporto: Galamba rejeita estar a condicionar comissão técnica mas repete que Santarém é longe

Ministro das Infraestruturas defende que a distância entre Santarém e Lisboa não é impeditiva da construção do aeroporto na capital ribatejana, mas reafirma que é longe.

O ministro das Infraestruturas defendeu esta quarta-feira, 21 de Junho, que a distância entre Santarém e Lisboa não é impeditiva da construção do aeroporto na capital ribatejana, mas reafirmou que é longe e considerou que estas declarações não condicionam a comissão técnica.

João Galamba falava na audição regimental na Comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, no Parlamento, onde está a ser ouvido sobre a política geral do ministério e outros assuntos de actualidade. “O que eu disse é um facto. 80 km ou 70 km é longe de Lisboa e isso em nada condiciona o trabalho da Comissão Técnica Independente, que como sabe, não se pronuncia sobre distâncias, faz outro tipo de análise”, afirmou.

Em causa estão as declarações do governante durante a CNN Summit, na qual defendeu que um aeroporto em Santarém é “longe”. “Não vejo em que é que as minhas declarações condicionam, prejudicam o trabalho da Comissão Técnica Independente, que tem, obviamente, um conjunto de equipas a trabalhar, que continuarão a trabalhar e que emitirão as suas opiniões e que tornarão público o seu relatório e ele será a base da decisão política”, justificou, quando questionado sobre o tema pelo deputado social-democrata Paulo Rio de Oliveira.

Para Galamba, “quando sair esse relatório, esse relatório não vai dizer que Santarém é perto de Lisboa”. “Isso não significa que não possa haver um aeroporto em Santarém. Mas que é um aeroporto, que se vier a existir e se for em Santarém ou a 80 km de Lisboa é longe, é um facto", defendeu.

As declarações de Galamba durante a CNN Summit levaram o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), a reagir prontamente nas redes sociais em tom enérgico. “Galamba, o trapalhão mor do Reino, ao criticar uma das opções, neste caso Santarém, veio agora tentar inutilizar uma comissão técnica independente que custa milhares de euros e tem a seu cargo estudar as opções do aeroporto. Creio que mais uma vez o país mostrará ao ministro Galamba que não apoia as suas trapalhadas. Pedro Nuno Santos quis fazer o mesmo e saiu, igualmente, descredibilizado. A história recente de Portugal faz-se com ministros trapalhões que, afastados da realidade do país, tentam condicionar as instituições às suas opções pessoais e não aos interesses do nosso país”, escreveu Ricardo Gonçalves.

A comissão técnica que está a estudar a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa anunciou em 27 de Abril nove opções possíveis para o novo aeroporto, que incluem as cinco definidas pelo Governo. Às cinco opções avançadas pelo Governo - Portela+Montijo; Montijo+Portela; Alcochete; Portela +Santarém; Santarém - foram adicionadas as opções: Portela+Alcochete; Pegões; Portela+Pegões; e Rio Frio+Poceirão, totalizando sete localizações e nove opções estratégicas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1651
    14-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1651
    14-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo