Sociedade | 23-08-2023 12:35

Há casos de sarna entre os idosos evacuados de lar ilegal em Vila Franca de Xira

Há casos de sarna entre os idosos evacuados de lar ilegal em Vila Franca de Xira

Alguns dos idosos evacuados do lar ilegal em Vila Franca de Xira estão infectados com sarna. Outros dois foram transportados ao hospital com ferimentos. Operação de retirada continua a decorrer.

Alguns dos 40 idosos de um lar em situação ilegal que funcionava numa moradia na Quinta Nossa Senhora da Conceição, em Vila Franca de Xira, estão infectados com sarna, uma doença infecciosa, confirmou a O MIRANTE uma fonte que está envolvida nas operações, acrescentando que os utentes com diagnóstico positivo foram transportados para outras instituições e lares e colocados em isolamento.


O MIRANTE sabe ainda que pelo menos dois idosos foram transportados para o Hospital de Vila Franca de Xira com ferimentos abertos na cabeça e no rosto, possivelmente causados por quedas.


A maioria dos idosos já retirados estavam na cave do edifício. Falta ainda retirar perto de duas dezenas de utentes.


O lar, propriedade de um indivíduo de origem chinesa, funcionava há cerca de quatro anos e segundo testemunho ouvido por O MIRANTE há pelo menos um ano que estava sinalizado. Era frequente a presença de ambulâncias no local para transportarem idosos para unidade hospitalar.


Segundo o coordenador da Protecção Civil Municipal de Vila Franca de Xira, António Carvalho, nas operações, que começaram por volta das 18h00 e ainda decorrem, estão envolvidas todas as corporações do concelho de Vila Franca de Xira. Os idosos, explicou, estão a ser encaminhados para instituições e lares legais já sinalizados.


Além da Protecção Civil, Autoridade de Saúde e das corporações de bombeiros, a acção conta com a participação da Polícia de Segurança Pública e do Instituto da Segurança Social.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo