Sociedade | 08-01-2024 13:50

Junta de Azambuja alia-se às vozes contra as avarias dos elevadores na estação de comboios

FOTO ILUSTRATIVA

Autarquia acusa a Infraestruturas de Portugal de ignorar os sucessivos alertas dos utilizadores e autarcas para um problema com anos que impede as pessoas com mobilidade reduzida de apanhar o transporte.

O executivo da Junta de Freguesia de Azambuja juntou-se às vozes de protesto contra as constantes avarias nos elevadores que permitem acesso às plataformas de embarque na estação ferroviária de Azambuja e que impedem que os utilizadores com mobilidade reduzida possam apanhar o transporte.

O problema, refere a autarquia em comunicado enviado à nossa redacção, arrasta-se há anos e “os utentes da estação estão saturados com as avarias constantes dos elevadores e uma prisão para quem lá fica retido, uma autêntica barreira ao um serviço público de transportes”.

A junta e freguesia presidida por André Salema, aponta ainda o dedo à Infraestruturas de Portugal (IP), entidade responsável pelos equipamentos, de ignorar os sucessivos alertas que “esbarram na falta de vontade em resolver” este problema. “A Infraestruturas de Portugal faz tábua rasa à revindicação das populações, utentes e autarcas, resta-nos indignar com a inação e falta de sensibilidade para esta questão”.

A estação ferroviária de Azambuja instalou os primeiros elevadores em 1995 permitindo à população em geral aceder às plataformas de embarque, sendo que actualmente estes equipamentos têm perto de 30 anos de serviço público, “com desgaste inerente à sistemática utilização”, lê-se na mesma nota.

Este assunto, reconhece o executivo, não é exclusivo da estação ferroviária de Azambuja, mas de grande parte deste tipo de infraestruturas, sendo que neste caso há uma demora superior em resolver as avarias. “Concluímos que seria simples a resolução deste problema, com a instalação de dispositivos tecnológicos que permitam o acesso aos elevadores, através do Cartão Navegante, ou outros, que se ache por conveniente. Permitiria o uso exclusivo aos utentes, reduzindo substancialmente a utilização indevida dos mesmos”, defende o executivo.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo