Três Dimensões | 07-01-2022 07:00

O bom local de trabalho depende das pessoas

O bom local de trabalho depende das pessoas

Teresa Manhoso, 52 anos, diretora do Centro Local da Lezíria e Médio Tejo da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Licenciada em Direito, Teresa Manhoso optou por seguir um rumo diferente e fez-se inspectora da ACT. Diz que os conceitos tradicionais do Direito do Trabalho estão a desaparecer com a pandemia e não duvida que só se consegue construir um bom local de trabalho com a colaboração dos trabalhadores. Valoriza a frontalidade e não se imagina fechada em casa a trabalhar. Gosta de viver em Santarém, mas não se conforma com um centro histórico de casas velhas e despido de gente.

Há imagens que me marcaram. Inspeccionar um acidente de trabalho onde se perdeu uma vida e se olha para uma família destroçada nunca mais se apaga da nossa memória. Na minha profissão só cumprimos bem a nossa missão quando saímos de um local de trabalho de uma qualquer empresa depois de termos feito tudo o que estava ao nosso alcance para que mais nenhum trabalhador ponha a sua vida em risco.

O que propicia um bom ambiente de trabalho, acima de tudo, são as pessoas. De nada vale ter instalações maravilhosas, repletas de luz e mobiliário confortável se quem lá trabalha não estiver satisfeito com aquilo que faz. São as pessoas que fazem as empresas. 

*Leia as histórias de Teresa Manhoso, na primeira pessoa, na rubrica A Três Dimensões, na edição semanal em papel desta semana. 

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo