Três Dimensões | 10-04-2022 07:00

“Um empresário tem de saber fazer tudo”

José Gonçalves Casimiro, 60 anos, transformou a Baterias Sobrali, no Sobralinho, num caso de sucesso em toda a região

Natural de Chaves, José Casimiro encontrou no Sobralinho a terra onde gosta de viver e trabalhar. Tomou conta da empresa Baterias Sobrali em 2011 e diz que teve de aprender a fazer de tudo um pouco, de fiel de armazém a contabilista. Confessa-se uma pessoa incapaz de estar parada e que sonha comprar uma autocaravana para percorrer o mundo quando se reformar.

A vida de empresário parece fácil mas nem tudo é cor de rosa. É preciso fazer muitos sacrifícios. Sou de Chaves e fui guarda fiscal, era um ramo que não tinha nada a ver com o que faço hoje. Quando me reformei não conseguia estar parado e decidi aceitar o desafio de um familiar que já estava neste ramo das baterias para ficar com o negócio. Arrisquei, mesmo estando em plena crise, em 2011. Tive de aprender o mundo dos negócios e ser um pouco de tudo: advogado, mecânico, contabilista e fiel de armazém. Saber lidar com os clientes, perceber as suas necessidades e fazer todo o expediente da empresa. É importante um empresário nunca deixar de aprender.
Foi quando investimos em publicidade em O MIRANTE que o negócio cresceu e ganhámos novos clientes. Estávamos em plena crise em 2011 mas como tínhamos preços bons acabámos por não ter grandes problemas e resistir. Para criar um negócio é preciso gostar muito do que se vai fazendo e depois é preciso muita calma para conseguir levar tudo a bom porto. Os negócios têm altos e baixos e dificuldades que temos de ultrapassar. Nem sempre é fácil e é preciso persistência e nunca desistir. Isso e não dar passos maiores que a perna e saber ter a cabeça no sítio. Ainda que às vezes seja bom arriscar porque é isso que nos faz crescer.
Os automóveis eléctricos são o futuro. Tenho dois carros a gasóleo e sei o problema que são. O carro eléctrico é ideal. Tenho a loja num local bom, à beira da Estrada Nacional 10, o que ajuda muito. Vendo baterias para todo o tipo de veículos, desde automóveis, camiões, barcos, autocaravanas, motas, empilhadores, brinquedos, alarmes e baterias industriais. Sermos sérios a trabalhar é uma das coisas que tem ajudado ao sucesso do nosso negócio.
Ainda tenho sonhos por concretizar. Acredito que os sonhos nunca ficam concluídos. Temos de ter algo em que acreditar. Quando me reformar vou comprar uma autocaravana e viajar pelo mundo. Também gostava de ter uma casa na praia. Isso ainda não está fechado (risos). Espero concretizar esses sonhos. Vou a Chaves com regularidade e gosto muito de lá voltar. Ainda que goste de viver e trabalhar aqui. É uma zona fora de Lisboa mas muito perto dela se precisarmos.
Não sou viciado em trabalho mas não gosto de estar parado. A minha vida tem de ser activa. Nunca pensei reformar-me. Tenho de me levantar cedo e manter os meus rituais diários. Gosto muito de conviver mas não gosto de ir para os cafés porque são locais onde se ouve muita coisa e nem sempre o melhor. Parar para mim não dá, tenho sempre de andar a magicar algo.
Tornar a EN10 numa avenida urbana é uma excelente ideia. É o que tem de ser feito para dar mais conforto e qualidade a toda a zona. A câmara tem condições para fazer isso e deixar a estrada mais bonita. A Nacional 10 precisa desse arranjo. Sou uma pessoa optimista mas estou preocupado com a guerra na Ucrânia. Vamos sofrer com tudo isto porque temos de pagar a guerra, directa ou indirectamente. É provável que as coisas no futuro venham a ficar mais complicadas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo