uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Festival Internacional de Cinema e Arte durante a Feira Mostra de Mação

Festival Internacional de Cinema e Arte durante a Feira Mostra de Mação

Iniciativa partiu da Confraria da Chave Dourada criada por um grupo de cidadãos do concelho

Edição de 18.05.2016 | Cultura e Lazer

A Confraria do Vinho da Chave Dourada vai realizar a primeira edição do Festival Internacional de Cinema e Arte (FICA) entre os dias 30 de Junho e 3 de Julho, durante a Feira Mostra de Mação, e que é considerado uma novidade em Portugal. Esta confraria foi criada por um grupo de cidadãos do concelho de Mação e um dos objectivos é dar a conhecer e desenvolver essa marca, um vinho que se produz apenas na região de Mação, e também ajudar os produtores locais.
“A Confraria do Vinho da Chave Dourada pretende assumir-se como uma entidade cultural no seu todo, quer investigando e produzindo produtos de natureza tradicional, perpetuando a identidade regional e nacional, quer apresentando-se como produtor e divulgador de uma cultura actual, marcada pela modernidade, como conceito transitório entre o presente e o advir, e pela descoberta de um futuro aberto e mais disponível para os cidadãos”, referem os organizadores.
A presidência do festival é da Confraria do Vinho da Chave Dourada e a direcção artística do FICA está a cargo das realizadoras Cláudia Alves, da APORCOD (Associação Pelo Documentário), e Amarante Abramovici, realizadora premiada e com filmes no Festival de Cinema de Cannes (França). Também integram a equipa duas técnicas superiores da EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural), Teresa Santos e Helena Tavares.
Os filmes seleccionados para a primeira edição do FICA são de artistas bastante conhecidos, nomeadamente Anna Vasof, Samuel Beckett, João Salavisa, Agnés Varda, João Botelho, A. Kiarostami, entre outros. Alguns dos filmes que vão ser visionados nunca passaram em Portugal e outros deles nem sequer passaram na Europa.
Durante o festival vão ser apresentados mais de duas dezenas de filmes, divididos em cinco sessões. No final de todas as sessões será servido um Chave Dourada de Honra, todos os dias de uma adega diferente. As entradas são livres em todas as sessões e vai trazer a Mação alguns autores, artistas, realizadores de cinema, nacionais e estrangeiros, que vêm debater e dialogar com o público.
Os responsáveis da Confraria do Vinho da Chave Dourada afirmam que o Cinema Arte é um género de cinema que, embora utilize as ferramentas tradicionais da 7ª Arte - imagem, som e movimento - é essencialmente produzido e realizado por artistas ligados às artes plásticas, música, literatura e dramaturgia. “O Cinema Arte, pela sua natural condição de desencadeador de emoções e de sistemas alternativos de raciocínio, apresenta mais questões do que conta histórias ou descreve situações. Alguns dos filmes são do início das primeiras experiências em Cinema Arte, outros são completamente actuais e acabados de realizar”, sublinham.
Para levar a cabo este projecto a Confraria estabeleceu uma parceria com a Câmara de Mação e conta com o apoio do Ateliê-Museu Júlio Pomar, das Galerias Municipais de Lisboa, da EGEAC, do ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual) e da APORDOC.

Festival Internacional de Cinema e Arte durante a Feira Mostra de Mação

Mais Notícias

    A carregar...