uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Uma homenagem ao homem que não gosta de homenagens

Uma homenagem ao homem que não gosta de homenagens

Duas centenas de pessoas reuniram-se num almoço de tributo ao ex-presidente da Chamusca, Sérgio Carrinho, visto por muitos como um homem que sempre se preocupou mais com os outros do que com ele próprio.

Edição de 25.05.2016 | Sociedade

Mais de duas centenas de pessoas juntaram-se, no domingo, 22 de Maio, num almoço de homenagem ao antigo presidente da Câmara da Chamusca, Sérgio Carrinho, que esteve à frente do município durante mais de três décadas. O homem que não gosta de homenagens emocionou-se em alguns momentos em que os seus amigos lhe dirigiram algumas palavras de agradecimento.
Para o ex-autarca esta não foi uma homenagem mas sim um “almoço de amigos”. Sérgio Carrinho confessou a O MIRANTE que quando se chega à sua idade “começa-se a olhar para trás e a fazer a radiografia daquilo que foi a vida”. Conta que teve a sorte de ter uma “vida activa durante muitos anos, de ter conhecido milhares de pessoas e de ter trabalhado com muitas pessoas que praticamente ninguém conhece” e que foram os seus companheiros nas horas difíceis e nas horas felizes.
“O Sérgio foi sempre um homem que nunca gostou de homenagens. Até a própria CDU pensou nisso, mas ele sempre recusou porque queria dedicar-se à sua vida e à família”, conta Francisco Matias, seu vice-presidente durante vários mandatos e actual vereador no executivo da Câmara da Chamusca. “O almoço surgiu um pouco por brincadeira de um amigo que fez uma página no facebook chamada ‘Obrigado Sérgio’ e a partir daí o movimento começou a crescer e pode-se dizer que foram todos os que aqui estão, os organizadores, porque toda a gente trabalhou neste processo. É inquestionável a forma como ele liderou o concelho da Chamusca e ainda hoje, já afastado, continua a sonhar e a pensar na Chamusca e o que se deve fazer para que o concelho vá mais longe”.
O ex-presidente da Câmara da Golegã e actual presidente da Assembleia Municipal da Golegã, Veiga Maltez, fez questão de estar presente para demonstrar a sua consideração pelo antigo autarca. “Foi um autarca marcante. O homem que foi e o homem que continua a ser, a sua correcção, a sua independência em prol do cidadão e do seu munícipe foi algo que sempre o distinguiu”, refere. Quando entrou em funções, em 1998, diziam-lhe sempre que Sérgio Carrinho era um exemplo a seguir e trabalharam muitas vezes juntos. Por isso “nasceu uma grande amizade e uma grande consideração por este homem”.
O primeiro-secretário da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, António Torres, diz que aprendeu muito com Sérgio Carrinho. “Foi por vontade dele e de outros autarcas que em 1994 acreditaram num miúdo e me foram buscar à CCDR de Lisboa para trabalhar com eles. O Sérgio foi um dos meus grandes professores e ao contar-me uma história estava ao mesmo tempo a ensinar-me qualquer coisa”, conta António Torres.
Durante o almoço todos tiveram oportunidade de dirigir umas palavras ao seu presidente, como todos ainda lhe chamam. Um homem que mandava murros na mesa quando era preciso mas que também era capaz de gerar consensos. Na opinião de muitos dos presentes, Sérgio Carrinho foi e é um homem que sempre se preocupou mais com os outros do que com ele próprio.

Uma homenagem ao homem que não gosta de homenagens

Mais Notícias

    A carregar...