uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Envolver a indústria mostrando o produto acabado

Envolver a indústria mostrando o produto acabado

Expopele em Alcanena de 14 a 16 de Julho. Feira pretende afirmar e consolidar o conceito “Alcanena Capital da Pele”, dando enfoque este ano à divulgação do produto acabado.

Edição de 14.07.2016 | Especial Expopele

A Expopele regressa a Alcanena entre os dias 14, 15 e 16 de Julho, no Pavilhão Multiusos de Alcanena. O evento tem como objectivo dinamizar e promover o conceito “Alcanena Capital da Pele”, concretizando a expressão desta indústria e de toda a sua fileira no contexto das economias local, nacional e internacional. Este ano haverá uma aposta na divulgação do produto acabado.
O certame tem início às 17h00 do dia 14 de Julho, quinta-feira, com uma sessão de abertura. Na sexta-feira, 15 de Julho, pelas 11h00 terá lugar uma sessão solene de assinatura da geminação entre o Município de Alcanena e o município italiano de Santa Croce Sull`Arno que se realizará no salão nobre da câmara municipal. Às 18h30 terá lugar uma conferência internacional intitulada “Novas Soluções Para Novos Desafios: A Resposta da Indústria Química”.
No dia 16 de Julho, o evento abre às 16h00, seguido pela Apresentação do Curso Técnico Superior Profissional em Arte e técnica do Couro do Instituto Politécnico de Tomar. Às 17h00 decorre um workshop sobre “Limpeza e Conservação de Produtos em Pele”.
No último dia, 17 de Julho, a abertura será novamente às 16h00 e às 17h00 realiza-se um Desfile de Moda em Pele em parceria com a ACIS com o objectivo de promover o comércio local. O encerramento da Expopele será às 20h00.
Para além da afirmação do conceito “Alcanena Capital da Pele”, o evento pretende dar ainda relevância à marca “Leather from Portugal”, que tem vindo a conseguir uma afirmação internacional por via das inúmeras participações das empresas de curtumes em feiras internacionais.
A Expopele é uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Alcanena, da APIC - Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes, com o apoio da ACIS - Associação Empresarial de Torres Novas, Entroncamento, Alcanena e Golegã e do CTIC - Centro Tecnológico das Indústria do Couro.

Envolver a indústria mostrando o produto acabado
A presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, disse a
O MIRANTE que é um objectivo desta edição alargar a participação às próprias fábricas e às indústrias do sector dos curtumes mas também às que estão directamente relacionadas, como a indústria química do concelho.
A autarca acrescenta que nesta terceira edição haverá uma aposta na divulgação do produto acabado. “Estamos a procurar envolver pessoas e empresas, quer a nível local como a nível nacional, que tenham já trabalho em produto acabado, Vamos ter um automóvel com os seus interiores com a matéria-prima do concelho, mas também calçado, acessórios, artigos de moda, vestuário, tudo o que já é fabricado no nosso país, para tentar promover o concelho e a pele”, destaca.
Fernanda Asseiceira disse ainda que será reforçada a divulgação do Curso Técnico Profissional em Arte e Técnica do Couro para tentar cativar mais alunos. Para a autarca é Expopele é uma oportunidade importante para que as empresas locais dessa fileira, designadamente as que não têm grande participação em feiras internacionais, possam mostrar o que fazem.
O objectivo da Expopele passa também por melhorar o conhecimento sobre o sector e proporcionar o encontro entre a população e os industriais. “Que as pessoas em geral que não trabalham nos curtumes possam ter a noção da importância do produto acabado, do que se faz e da sua qualidade e da sua implementação em termos de grandes marcas e sectores”, finaliza Fernanda Asseiceira.

Envolver a indústria mostrando o produto acabado

Mais Notícias

    A carregar...