uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Obras na Sinagoga de Tomar vão ter apoio financeiro da Noruega

Obras na Sinagoga de Tomar vão ter apoio financeiro da Noruega

País nórdico vai contribuir com 150 mil euros através do fundo EEA Grants

Edição de 20.10.2016 | Sociedade

A Câmara de Tomar aprovou, por unanimidade, o projecto de reabilitação e conservação da Sinagoga de Tomar. O monumento nacional, classificado desde 1921, vai entrar em obras após a conclusão do concurso público. O objectivo da intervenção é proporcionar àquele espaço as condições necessárias para cumprir devidamente a sua função. Este monumento é um dos mais visitados da cidade.
A primeira fase da obra consiste na recuperação física do edifício e vai ser apoiada pela Noruega através do fundo EEA Grants - um mecanismo financeiro do espaço económico europeu - no valor de 150 mil euros. Posteriormente, a autarquia pretende recuperar todo o conjunto arquitectónico, incluindo a zona de banhos rituais, que está “preservada tal como ficou aquando das escavações arqueológicas, de modo a torná-la também visitável e a acolher todo o espólio do Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto, actualmente disperso entre os arquivos municipais, o instituto politécnico e a própria sinagoga”, refere o município.

Voluntária garante abertura do espaço
Recorde-se, como O MIRANTE noticiou já diversas vezes, foram Luís e Teresa Vasco que reabriram a Sinagoga de Tomar ao público, depois de a terem arranjado há cerca de 30 anos. Farto de ver turistas a baterem com o nariz na porta do antigo templo, juntou um grupo de vizinhos e conseguiu que o presidente da câmara municipal da altura, Amândio Murta (PS), lhes entregasse umas chaves do edifício. “Isto só tinha as paredes”, recordou Luís Vasco em entrevista a O MIRANTE em 2009.
Quando o marido morreu, Teresa Vasco foi falar com o presidente do município que lhe disse para continuar na Sinagoga. E Teresa continua, sempre como voluntária. Recebe apenas a reforma de viuvez. O templo judaico está aberto todos os dias. Recentemente teve uma funcionária da câmara a ajudá-la mas desde Setembro que está novamente sozinha. É Teresa quem faz as visitas aos turistas e dá as explicações. Para as despesas que tem com a Sinagoga, nomeadamente a limpeza, utiliza as doações que os turistas deixam na caixinha colocada na sua mesa.
A Sinagoga de Tomar é a mais antiga de Portugal e por ali passam milhares de turistas por ano. Aparecem muitos grupos de Israel e outros países estrangeiros, nomeadamente Estados Unidos da América.

Obras na Sinagoga de Tomar vão ter apoio financeiro da Noruega

Mais Notícias

    A carregar...