uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Bombeiros de Tomar com Quartel Aberto por todo o concelho

Bombeiros de Tomar com Quartel Aberto por todo o concelho

No sábado 18 de Fevereiro estiveram em Cem Soldos. E dia 25 é a vez de Largo da Serra, das 10h00 às 13h00. Acções de sensibilização e informação junto das populações integram-se nas comemorações dos 95 anos da corporação.

Edição de 22.02.2017 | Sociedade

A campanha não é feita porta a porta mas desde o início de Fevereiro que os Bombeiros Municipais de Tomar, no âmbito das comemorações do seu 95º aniversário, andam a promover sessões de sensibilização e informação das populações. No dia 18 estiveram no Largo de Cem Soldos (União de Freguesias da Madalena e Beselga).
Às 10h00 chegam três viaturas dos Bombeiros ao centro da aldeia. O comandante Carlos Gonçalves e a sua equipa começam a montar os equipamentos: uma mesa para medir os valores da glicemia e da pressão arterial, outra com um manequim e respectivos acessórios de treino de suporte básico de vida, cartazes indicativos com o sistema integrado de emergência médica e vários utensílios de combate aos incêndios florestais, utilizados quando o veículo não consegue chegar à frente de fogo, são dispostos no chão.
O Quartel Aberto pretende estabelecer contacto dos Bombeiros com a população, visando sensibilizar as pessoas para a prevenção de riscos e apresentar-lhes medidas de protecção. À semelhança do que aconteceu primeiro na Linhaceira e depois em São Pedro a iniciativa dividiu-se por três espaços: um dedicado ao socorrismo e saúde; outro às medidas de autoprotecção em casa, nomeadamente no que se refere a incêndios urbanos; e um terceiro dedicado a incêndios florestais, à sua prevenção, vigilância e combate.
“Bom dia, quer medir a sua glicemia?”, pergunta Isabel Freire a Jerónimo Henriques, um morador de Cem Soldos. Fez-se o teste. A seguir foi o pequeno João, renitente de início à picada no dedo. “Valores ligeiramente elevados”, confirma-se.
Além dos rastreios a ideia desta iniciativa inédita dos Bombeiros Municipais de Tomar é que a população conheça os princípios do suporte básico de vida e perceba “como é que funciona o alerta até chegar o 112 e que as perguntas realizadas fazem sentido e estão relacionadas com a gestão dos meios, a forma mais rápida e eficaz do socorro chegar” diz Paulo Freitas, adjunto de comando, a O MIRANTE.
A missão do manequim é mostrar como funciona a reanimação cardiorrespiratória. “O suporte básico de vida devia ser do conhecimento comum da sociedade” considera Paulo Freitas referindo a cadeia de quatro elos do Sistema Integrado de Emergência Médica, todos com a mesma importância: “o alerta, o socorro quando a vítima está em paragem, o desfibrilhador e finalmente o suporte avançado que será ainda no local com a equipa médica ou já no hospital”, explica.
Do café do Largo surgem pessoas curiosas. Os mais jovens são os primeiros a querer subir para o camião, conhecê-lo por dentro e depois ouvir a explicação do adjunto de comando, Victor Bastos, sobre os procedimentos no terreno em caso de incêndio florestal.
A manhã enfarruscada e chuvosa não levou muitos populares ao Largo mas a adesão da população tem sido “boa”, revela André Rosário, bombeiro há cinco anos. Define a iniciativa como “importante” para “uma população mais desperta” em certas temáticas. Na área da saúde, por exemplo, “a aprendizagem de pequenas coisas que podem fazer a diferença” entre a vida e a morte.
Aproximar as pessoas dos bombeiros é o principal objectivo, conta o comandante Carlos Gonçalves - “não para mostrar as valências operacionais mas para esclarecer e aconselhar, por exemplo, como fazer perante um incêndio provocado por uma frigideira”.

Aniversário com sessão solene a 4 de Março

Os Bombeiros Municipais de Tomar celebram os 95 anos a 4 de Março com sessão solene na Praça da República em Tomar que conta com a presença do secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes. “Estamos a caminhar para um século e estamos a dar alguma dignidade a esta comemoração. É uma forma de elogiar todas as pessoas que ao longo de 95 anos quiseram dedicar parte da sua vida a esta missão de ser bombeiro, socorrer o próximo e acudir em situação de calamidade”, afirma o comandante Carlos Gonçalves.
Apesar de ainda não existir um calendário definido as comemorações iniciaram-se no início de Fevereiro, precisamente com a Iniciativa Quartel Aberto - sensibilização e prevenção de riscos, e devem prolongar-se até meados de Maio, nas freguesias e outras concentradas na cidade.
“Durante o mês de Março vamos ter um conjunto de iniciativas focadas no mês da protecção civil que passarão por alguns exercícios mais demonstrativos da actividade dos bombeiros, como busca e resgate em estruturas colapsadas em centros urbanos, e também actividades que vão envolver mergulhadores no rio Nabão”, avança.

Bombeiros de Tomar com Quartel Aberto por todo o concelho

Mais Notícias

    A carregar...