uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Juiz Carlos Alexandre dá nega à política e rejeita ser candidato às europeias
Carlos Alexandre

Juiz Carlos Alexandre dá nega à política e rejeita ser candidato às europeias

Magistrado de Mação rejeitou desafio proposto pelo partido Nós, Cidadãos!

Edição de 16.01.2019 | Política

O juiz Carlos Alexandre rejeitou esta quinta-feira, 3 de Janeiro, o desafio formulado pelo partido Nós, Cidadãos! para encabeçar uma lista às eleições europeias de 26 de Maio, afirmando não estar no seu “horizonte pessoal qualquer intervenção política”.
“Nunca equacionei qualquer carreira política ao nível nacional ou outro”, respondeu Carlos Alexandre numa declaração escrita enviada à agência Lusa.
“Confirmo que tenho sido abordado por individualidades da nossa vida democrática no sentido supra apontado [candidatura às europeias], tendo referido não estar no meu horizonte pessoal qualquer intervenção política que, aliás, me está vedada, em decorrência do Estatuto dos Magistrados Judiciais”, justificou o juiz natural de Mação, onde tem casa.
O Nós, Cidadãos! tinha desafiado nesse mesmo dia o juiz Carlos Alexandre a ser o cabeça de lista do partido às próximas eleições europeias de Maio através de um comunicado colocado no seu ‘site’. “Como garantia de uma liderança firme e respeitada, que o seu passado amplamente lhe confere, (...) vem o Nós, Cidadãos! apelar ao juiz Carlos Alexandre para que encabece a lista de deputados de uma candidatura de cidadãos ao Parlamento Europeu”, afirma-se no comunicado.
Carlos Alexandre salientou: “Sinto-me honrado pelo apelo que vem da sociedade civil e que estou certo não pretende qualquer aproveitamento do meu nome e imagem o qual, na eventualidade, repudio”. A terminar a declaração, o juiz refere ainda que “nada mais tenho a comentar ou a declarar a este propósito”.
O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal Carlos Alexandre (56 anos) tornou-se conhecido após ter decretado a prisão preventiva de personalidades como o ex-primeiro-ministro José Sócrates ou do banqueiro Ricardo Salgado, sendo chamado de “superjuiz”. Foi considerado Personalidade do Ano 2017 por O MIRANTE.
O Nós, Cidadãos! é dirigido por Mendo Henriques e foi reconhecido como partido pelo Tribunal Constitucional em 23 de Março de 2015. Nesse ano, concorreu às eleições legislativas e obteve 22.439 votos (0,4%), o que não lhe permitiu eleger qualquer deputado.

Juiz Carlos Alexandre dá nega à política e rejeita ser candidato às europeias

Mais Notícias

    A carregar...