uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Consumo de droga e indisciplina na Escola de Salvaterra de Magos
Escola Básica de Salvaterra de Magos está a reforçar medidas de segurança e controlo dos alunos

Consumo de droga e indisciplina na Escola de Salvaterra de Magos

Direcção da escola e GNR reconhecem a existência de problemas e estão a preparar acções de prevenção.

Edição de 16.01.2019 | Sociedade

Os problemas de indisciplina e de consumo de droga dentro do recinto da Escola Básica e Secundária de Salvaterra de Magos são reconhecidos tanto pela direcção da escola como pela GNR, tendo ganho dimensões mais preocupantes nas últimas semanas. Uma aluna de 14 anos tem sido alvo de ameaças e alegadas agressões por parte de outros alunos, que a acusam de ter feito a denúncia que originou uma rusga da GNR junto de estudantes que iam para uma visita de estudo no dia 13 de Dezembro.
Os pais da jovem que se queixa de bullying falaram a O MIRANTE e revelaram “enorme preocupação”, dizendo que a jovem terá sido agredida no dia anterior a essa rusga da GNR mas que não foi a autora das denúncias. “A minha filha foi agredida por duas alunas no dia antes. A queixa que apresentámos à direcção da escola e à GNR foi sobre isso. Não fizemos nenhuma denúncia sobre posse ou consumos de droga”, garantiu o pai da jovem, Daniel Rodrigues.
Certo é que no dia da visita de estudo os alunos foram revistados pela GNR, embora dessa acção não tivesse resultado a apreensão de qualquer tipo de estupefaciente ou a identificação de alunos, segundo referiu a capitão Lígia Santos, comandante do Destacamento Territorial da GNR de Coruche.
A operação da GNR estaria já prevista, mas foi antecipada devido a uma denúncia, refere por sua vez o presidente da Escola Básica e Secundária de Salvaterra de Magos, Alberto Correia.
Desde essa rusga que a jovem tem sofrido retaliações e ameaças de novas agressões físicas, através de acções directas ou nas redes sociais (Facebook e Instagram), onde utilizam a foto da jovem para a injuriar e ameaçar. O MIRANTE teve acesso a essas imagens, embora estas já tenham sido retiradas da internet.

Falta de controlo parental
As graves carências económicas da maioria da população do concelho e a falta de controlo parental e dos encarregados de educação são as razões apresentadas por Alberto Correia para justificar esta permeabilidade dos jovens à indisciplina e ao consumo de drogas.
Várias medidas de segurança e controlo da actividade dos jovens, dentro e fora da escola, estão a ser tomadas desde o início do segundo período, nomeadamente controlo mais apertado da entrada e saída dos jovens do recinto escolar. A GNR vai ter também uma participação mais activa. “Vai haver mais presença das autoridades, seja com acções de sensibilização, seja com outro tipo de acções que estamos ainda a trabalhar. Vamos estar em maior articulação com a GNR local, para tentar fazer face a este problema”, referiu ainda Alberto Correia.
Quanto à questão dos casos de bullying e cyberbullying sobre os alunos, o director diz que neste campo “pouco” pode fazer. “São situações que já fogem do poder de controlo da escola”. Neste caso, o director passa a bola para o campo dos pais e encarregados de educação. “Estas situações devem ser controladas por quem é responsável pelos filhos e educandos”, afirma o presidente da Escola Básica e Secundária de Salvaterra de Magos .

Consumo de droga e indisciplina na Escola de Salvaterra de Magos

Mais Notícias

    A carregar...