uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Variante da Senhora da Saúde é uma miragem com muitos anos
Variante vai permitir a supressão da passagem de nível de Assacaias, onde os automobilistas perdem muito tempo parados

Variante da Senhora da Saúde é uma miragem com muitos anos

Tema é recorrente nas sessões da Assembleia Municipal de Santarém. Câmara de Santarém continua a aguardar que a Infraestruturas de Portugal entregue o projecto, para poder lançar o concurso para a obra. Via alternativa às passagens de nível da Linha do Norte no trajecto entre Alcanhões e Ribeira de Santarém é falada há décadas.

Edição de 16.01.2019 | Sociedade

Em Agosto de 2005, o executivo da Câmara de Santarém aprovou a celebração de um protocolo com a Refer (Rede Ferroviária Nacional), com vista à construção da variante à Estrada Nacional 365 na zona de Assacaias, nos arredores de Santarém. Uma nova via que serviria como alternativa ao trânsito pelas passagens de nível da Linha do Norte existentes no trajecto entre Alcanhões e Ribeira de Santarém, que passam muito tempo fechadas. Nessa altura ficou definido que a autarquia e a Refer dividiam em partes iguais os custos da obra, cabendo à autarquia as despesas com as expropriações de terrenos necessários à nova via, que estavam estimadas na ordem dos 404 mil euros.
Mais de treze anos depois, a variante da Senhora da Saúde, como é habitualmente designada, continua por fazer e a ser objecto de debate político. E as previsões de prazos continuam a sair furadas. Na última sessão da Assembleia Municipal de Santarém, o presidente da câmara, Ricardo Gonçalves (PSD), referiu que a empresa pública Infraestruturas de Portugal (que tutela a ferrovia e estradas nacionais) ficou de entregar, até Julho de 2018, o projecto à autarquia para esta lançar o concurso público com vista à empreitada. Mas tal não sucedeu.
“A última informação que temos é que só conseguem entregar o projecto de execução em Fevereiro de 2019. Se assim for, em Março estamos em condições de lançar o concurso”, disse Ricardo Gonçalves, em resposta a questões colocadas pelo presidente da Junta de Freguesia de Alcanhões, Pedro Branco (PSD), que perguntou para quando a solução para um problema que é falado há trinta anos.
Na sessão da assembleia municipal de Dezembro de 2016 já Ricardo Gonçalves explicava que a Infraestruturas de Portugal se tinha comprometido a fazer o projecto da variante durante o ano de 2017, tal como O MIRANTE noticiou na altura.
O MIRANTE contactou a empresa pública Infraestruturas de Portugal para tentar saber para quando prevê ter concluído o projecto de execução da variante da Senhora da Saúde e entregá-lo à Câmara de Santarém. Até à data de fecho desta edição não recebemos qualquer resposta dessa entidade.

Variante da Senhora da Saúde é uma miragem com muitos anos

Mais Notícias

    A carregar...