uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Concurso público para exploração de edifício no Aquapolis Norte

Câmara de Abrantes procura possíveis interessados no espaço onde funcionou uma discoteca

Edição de 27.03.2019 | Economia

A Câmara de Abrantes aprovou, por unanimidade, a abertura do concurso público para cedência de exploração do edifício situado no Aquapolis Norte, onde funcionou uma discoteca. O executivo municipal optou por não definir a área para que pode ser explorado o espaço, para que o concurso seja mais abrangente e possam concorrer mais empresários de áreas diferentes. “Tanto pode ser uma discoteca, como um café, como um ginásio. Queremos deixar essa opção em aberto para que possam concorrer mais pessoas”, referiu o presidente do município, Manuel Valamatos (PS).
Como O MIRANTE noticiou no início deste ano (ver edição 9 Janeiro 2019) a Câmara de Abrantes aprovou a resolução do contrato de cedência de exploração do edifício situado no Aquapolis norte, onde funcionava a discoteca AquaClub, encerrada há mais de meio ano.
O pedido foi apresentado pela actual empresa exploradora, Requinte Perfeito, Lda., a 13 de Março de 2018, alegando a “fraca adesão” de público para a resolução do contrato celebrado em Setembro de 2013 para exploração do edifício, situado na margem norte do Tejo.
Com o processo de resolução, o município tem de pagar uma indemnização ao explorador da concessão no valor de 50.325 euros, que resulta do relatório do perito avaliador externo relativamente às benfeitorias e da aplicação de uma cláusula do contrato. O explorador terá ainda de entregar à câmara 2.600 euros, por dívidas.
Segundo a então presidente da autarquia, Maria do Céu Albuquerque (PS), este sempre foi um processo difícil. O contrato apontava como necessárias obras de remodelação do espaço, assumidas pelo adjudicatário. “Como a comissão de avaliação da câmara não tinha mecanismos suficientes para efectuar uma avaliação da intervenção que o edifício sofreu, a autarquia contratou um perito avaliador da lista oficial”, referiu, na altura, a autarca que entretanto assumiu o cargo de secretária de Estado do Desenvolvimento Regional.

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido