uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Mega exposição retrata os últimos 150 anos de Santarém
A exposição mostra a evolução da cidade no último século e meio

Mega exposição retrata os últimos 150 anos de Santarém

Esta é a primeira parte de uma mostra que terá a segunda parte exposta a partir de 18 de Maio, na Casa do Brasil

Edição de 03.04.2019 | Sociedade

O antigo campo Sá da Bandeira, quando ainda recebia feiras francas e de gado, e edifícios que já foram demolidos como o hotel Boa Vista e a primeira sede da Caixa Geral de Depósitos são alguns dos espaços retratados na exposição “Urbanidade, 150 anos de Elevação de Santarém a Cidade (1868-2018)”, que pode ser vista em vários pontos da cidade. A inauguração decorreu no feriado municipal, 19 de Março, no Jardim das Portas de Sol. Esta é a primeira parte de uma mostra que terá a sua segunda parte exposta a partir de 18 de Maio, na Casa do Brasil.
A exposição, que vai estar patente até 24 de Dezembro deste ano, está distribuída por seis espaços emblemáticos da cidade: Jardim das Portas do Sol; Praça Visconde Serra do Pilar; Rua Serpa Pinto; Praça Marquês de Sá da Bandeira; Jardim da República; e Jardim da Liberdade.
Segundo o presidente do município, Ricardo Gonçalves (PSD), numa altura em que se ouve falar da cidade com alguma tristeza, esta exposição, que celebra os 150 anos de elevação de Santarém a cidade, vem não só evidenciar a transformação por que passou a velha urbe mas também a sua potencialidade.
Luís Mata, um dos responsáveis pela exposição, lembrou que esta mostra veio provar que a cidade tem muita história por contar. “Descobrimos, por exemplo, que estiveram para nascer nas Portas do Sol as piscinas municipais, em vez do jardim que está cá hoje. Soubemos também que o mercado municipal já esteve sem azulejos”, referiu.

Mega exposição retrata os últimos 150 anos de Santarém

Mais Notícias

    A carregar...