uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Cartoon Xira celebra vinte anos com a irreverência e humor do primeiro dia
Esta é a 20ª edição do Cartoon Xira e desta vez Vila Franca de Xira e a festa do Colete Encarnado estão em destaque

Cartoon Xira celebra vinte anos com a irreverência e humor do primeiro dia

Até Julho Vila Franca de Xira é a capital nacional do desenho humorístico. Cartoonista António Antunes, comissário da exposição, diz que a mostra está tão viva como no primeiro dia e lembrou que a internet é uma miragem e não vai salvar os desenhadores da crise em que vivem.

Edição de 24.04.2019 | Sociedade

O Cartoon Xira, que decorre até Julho no Celeiro da Patriarcal, no centro de Vila Franca de Xira, é um evento único no panorama nacional no que diz respeito ao desenho humorístico e está longe de ser uma exposição cansada. Quem o garante é o comissário da mostra, o cartoonista vilafranquense António Antunes, no dia em que abriu ao público a 20ª edição da Cartoon Xira.
“Temos um caminho para percorrer mas somos uma mostra ímpar no país e que não me parece demasiado cansada. O desenho como todos sabemos enfrenta uma crise grande, associada à crise da imprensa, e ao contrário do que muitos pensam a internet é uma miragem, não veio para salvar os cartoonistas”, lembrou o responsável, acrescentando que a exposição vilafranquense “reforça a importância do cartoon” e mostra o que de melhor se faz em Portugal.
E os grandes nomes estão lá todos. Além de António, está o também vilafranquense Vasco Gargalo, além de José Bandeira, Carlos Brito, André Carrilho, Cristina Sampaio, António Jorge Gonçalves, António Maia, Rodrigo Matos, Henrique Monteiro e Cristiano Salgado. Este ano foi sentida a ausência de Augusto Cid, falecido em Março aos 78 anos. “O Cid foi uma pessoa que sempre apoiou o Cartoon Xira e tenho a certeza que, esteja onde estiver, iria gostar”, evocou o presidente do município, Alberto Mesquita, perante um forte e prolongado aplauso dos convidados que visitaram o Celeiro da Patriarcal na tarde de sábado, 13 de Abril.
O autarca lembrou que o Cartoon Xira é um evento que orgulha a cidade e o concelho e que marca a agenda cultural do país. É também uma mostra de entrada livre, como poucas no país, provando que Vila Franca de Xira mantém um forte contributo para a cultura do país. “O olhar crítico dos cartoonistas valoriza a leitura da actualidade e fortalece a nossa democracia”, lembrou.

Uma cidade em 100 desenhos
Este ano a exposição tem um atractivo adicional, com a mostra de uma centena de desenhos feitos pela argentina Marlene Pohle, que durante as festas do Colete Encarnado de 2018 esteve nas ruas a desenhar o que encontrou. As imagens foram doadas ao município. “Achei tudo muito bonito e foi fácil desenhar. A ideia partiu do António: passar uns dias do Verão na cidade a desenhar o que fui vendo. Foi muito interessante e as pessoas da cidade também se prestaram a esta nossa ideia”, contou a cartoonista.
Os dias foram passados na rua e em esplanadas, desenhando o quotidiano de quem vivia a festa, os toiros e os campinos, resultando num trabalho único. A exposição “Ao Correr da Pena” pode ser observada no mesmo edifício da Cartoon Xira até 21 de Julho. Os mais novos têm também uma área onde podem desenhar e dar largas à sua imaginação.

Cartoon Xira celebra vinte anos com a irreverência e humor do primeiro dia

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques