uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Jovem de Coruche morre carbonizado devido a amor obsessivo
foto DR Ricardo Porfírio, de Branca, concelho de Coruche, era paraquedista e foi assassinado no dia em que fez 21 anos

Jovem de Coruche morre carbonizado devido a amor obsessivo

Ricardo Porfírio foi assassinado e queimado no dia do aniversário pelo ex-companheiro do namorado. Suspeito do homicídio não aceitou fim do relacionamento que tinha com o actual namorado do jovem do concelho de Coruche e terá resolvido matar e queimar o rival. Está em prisão preventiva a aguardar julgamento.

Edição de 08.05.2019 | Sociedade

Ricardo Porfírio, de 21 anos de idade, natural da Branca, concelho de Coruche, morreu devido ao amor obsessivo que Vítor Santos, suspeito do homicídio, tinha pelo seu ex-namorado. Segundo disse a O MIRANTE Marco Freitas, namorado da vítima, Vítor Santos nunca aceitou o fim do relacionamento e, quando soube que o jovem de Coruche namorava com ele, a situação piorou bastante.
O suspeito do homicídio qualificado, incêndio e profanação do corpo de Ricardo Porfírio, encontrado morto na terça-feira, 23 de Abril, em Vale do Coto, concelho de Caldas da Rainha (Leiria), vai agora aguardar julgamento em prisão preventiva. A medida de coacção foi aplicada na quarta-feira, 24 de Abril, pelo juiz de instrução criminal de Santarém, após interrogatório.
A detenção do suspeito, de 31 anos de idade, ocorreu ainda no dia 23, após a descoberta do corpo do jovem e do seu automóvel. A Judiciária garante que reuniu um “importante e sólido acervo probatório que permite indiciar fortemente o suspeito como autor do crime”.
Ricardo Porfírio ausentou-se de Coruche no dia do seu aniversário, a 15 de Abril, para ir ter com o namorado, que reside em Caldas da Rainha, e disse ao pai que ia estar em casa à hora de jantar. Os familiares comunicaram às autoridades o desaparecimento do jovem no dia seguinte. A partir daí, começaram-se logo a tomar diligências. Inicialmente o caso estava a ser averiguado pela área da PJ que trata dos casos de desaparecimentos, transitando depois para a secção de investigação de homicídios.
Foram os moradores da aldeia de Vale do Coto que alertaram as autoridades depois de estranharem a presença de uma viatura há vários dias numa propriedade privada. Quando os meios de socorro chegaram ao local é que se aperceberam do corpo do jovem completamente carbonizado debaixo do carro.
Ricardo Porfírio fez os seus estudos em Coruche e, mais tarde, na Escola Profissional de Vale do Tejo, em Santarém. Neste momento era paraquedista em Tancos, concelho de Vila Nova da Barquinha, e residia com os pais na Branca. A mãe trabalha na Santa Casa da Misericórdia da Canha e o pai é motorista de veículos pesados de mercadorias. Quem o conheceu define-o como um jovem pacato, muito trabalhador que nunca se metia em confusões. Toda a população está consternada com a sua trágica morte.

Branca cancelou actividades de 25 de Abril
A Junta de Freguesia da Branca, no concelho de Coruche, cancelou todo o programa de comemorações do 45º aniversário do 25 de Abril devido ao falecimento do jovem da terra, Ricardo Porfírio. O presidente da autarquia, José de Jesus Joaquim, referiu em comunicado, que a junta compartilha com a família do jovem o sentimento de perda e dor de Ricardo Porfírio.

Jovem de Coruche morre carbonizado devido a amor obsessivo

Mais Notícias

    A carregar...