uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Líder distrital do PSD pede a Rio que tire ilações sobre mau resultado em Santarém

João Moura vem questionar agora as intromissões da direcção nacional no ordenamento da lista de candidatos por Santarém, referindo ser altamente provável um resultado melhor se o processo tivesse sido conduzido de outra maneira.

Edição de 15.10.2019 | Politica

O presidente da distrital do PSD de Santarém, João Moura, defendeu na segunda-feira, 7 de Outubro, que o partido deve tirar conclusões do muito mau resultado obtido nas eleições legislativas domingo no distrito de Santarém e no país e que o líder nacional, Rui Rio, deve perceber que as coisas não correram bem.
Em declarações à Lusa, João Moura sublinhou que a sua opinião não vincula os órgãos distritais, que irão reunir-se para discutir os resultados obtidos pelo partido nas eleições legislativas de domingo, tanto a nível nacional como distrital.
Sobre o que o leva a questionar a liderança de Rui Rio, que apoiou na disputa com Santana Lopes, o presidente da distrital de Santarém afirmou que o momento em que apoiou o actual presidente do PSD era completamente diferente e que a estratégia por este delineada não funcionou.
“O PSD teve um dos piores resultados de sempre. Algo não correu bem e é preciso tirar conclusões”, disse, adiantando que, no tempo que Rui Rio pediu para reflectir, tem que perceber que as coisas não correram bem.
Apesar de ter sido mandatário de Rui Rio no distrito e de ter ajudado à sua eleição na disputa interna com Santana Lopes, João Moura afirmou que não tem qualquer vínculo ou ligação ao actual líder.
Reafirmando o seu descontentamento pelas escolhas e pela forma como foram feitas, no processo de elaboração da lista de candidatos pelo distrito, numa referência à imposição do nome de Duarte Marques como número três, deixando de fora o nome indicado pela concelhia de Santarém, Ramiro Matos, João Moura afirmou que essa questão é passado, mas frisou que não foi do seu agrado.
Para João Moura, que também foi relegado, pela direcção nacional, de cabeça-de-lista para número dois pelo círculo de Santarém, atrás de Isaura Morais, “era altamente provável ter um resultado diferente, para melhor, se o processo tivesse sido feito de outra maneira”.
Contudo, “dentro das circunstâncias”, o resultado obtido pelo PSD no distrito de Santarém foi o menos mal, com a concelhia de Ourém, que lidera, a “salvar a honra do convento”, disse. Em Ourém, o PSD obteve 46,4% dos votos, contra os 21,8% do PS.

Mais Notícias

    A carregar...